Exercícios físicos que ajudam a combater a cólica

As mudanças de humor nem sempre são as principais reclamações femininas do período pré-menstrual; outro sintoma muito incômodo e que perturba muitas mulheres são…

Por Editorial MDT em 19/11/2011

As mudanças de humor nem sempre são as principais reclamações femininas do período pré-menstrual; outro sintoma muito incômodo e que perturba muitas mulheres são as cólicas, aquela dor que atinge a parte inferior do abdome e que se repete a cada ciclo menstrual. Cerca de 50 a 90% das mulheres já sofreram ou sofrem de cólicas menstruais, o que acarreta dificuldade no trabalho, no estudo e principalmente na perda de preciosas horas de sono.

Praticar exercícios

De modo geral, a tendência da mulher no período menstrual é se recolher e perder a vontade de se exercitar. Para combater esse problema, geralmente, são utilizados medicamentos, mas a prática de atividade física pode ajudar e muito os sintomas da TPM.

Devido a uma diminuição de hormônios nesse período, como o estrogênio, a mulher fica mais irritada, angustiada e emotiva, por isso é interessante que se façam alguns ajustes com relação à atividade física, sendo o ideal a adoção dessa prática diariamente e não só durante o período pré-menstrual.

Como o exercício físico pode ajudar?

O efeito benéfico do exercício vai além de sua capacidade em promover um relaxamento muscular. A atividade física aumenta a frequência cardíaca, aumentando a temperatura corporal e favorecendo uma vasodilatação, que resulta na melhora da irrigação dos tecidos; além disso, há produção de substâncias como noradrenalina, adrenalina e endorfinas que funcionam como verdadeiros analgésicos naturais, resultando na diminuição da dor.

Qual atividade físicas escolher?

Não existe um exercício físico específico que vai diminuir a cólica abdominal, o ideal é fazer a atividade com a qual já se está acostumada e que mais lhe proporciona prazer e espanta a preguiça. O contexto geral da atividade física é o mais importante. A caminhada, musculação, ginástica localizada ou qualquer atividade aeróbica vai ajudar.

É importante  diminuir a intensidade do exercício ou a carga de treinamento durante o período pré-menstrual, o que consiste numa medida de precaução, uma vez que nesse momento a mulher tem sua capacidade de atenção e concentração diminuídas, fazendo com que qualquer descuido possa resultar em lesão.

Cada mulher apresenta um fluxo menstrual diferente, mas, geralmente, isso não contra-indica a prática de exercícios, a não ser nos casos onde o fluxo é muito intenso, quando os exercícios de agachamento devem ser evitados.

Top