Escolas de Judô em São Paulo

O judô é uma luta, e um esporte, cuja prática é muito recomendada por profissionais da área de saúde e também educação, pois agrega…

O judô é uma luta, e um esporte, cuja prática é muito recomendada por profissionais da área de saúde e também educação, pois agrega princípios e benefícios importantes em diversos aspectos, sejam eles físicos ou psíquicos, seja para crianças ou adultos.

Segundo informações presentes no site da Federação Paulista de Judô (FPJ), www.fpj.com.br, “o judô teve sua origem quando o Professor Jigoro Kano (seu criador) procurou sistematizar as técnicas de uma arte marcial japonesa, conhecida como “Jujitsu”, e fundamentar sua prática em princípios filosóficos bem definidos, a fim de torná-la um meio eficaz para o aprimoramento do físico, do intelecto e do caráter, num processo de aperfeiçoamento do ser humano.”

Para compreender isso de melhor forma, é bom entender como funciona a filosofia do judô. Os três princípios filosóficos definidos por Jigoro kano são:

JU = suavidade

SEIRYOKU-ZEN-YO = máxima eficiência com mínimo esforço

JITA-KYOEI = bem-estar e benefícios mútuos

Portanto, ele é uma filosofia que engloba, antes de tudo, a formação de um indivíduo – e seu conseqüente bem-estar. E isso é feito por meio de técnicas e conceitos que, acima de tudo, além do aspecto esportivo e competitivo, representam um modo de pensar.

Como qualquer outra modalidade de luta, o judô também é dividido por categorias de pesos. Você encontra a lista, tanto para o masculino, quanto para o feminino, aqui:

http://www.fpj.com.br/imagens_destaque/Tabela_de_pesos_da_DIVISAO_ESPECIAL_%20FPJ2011.pdf

Se quiser conferir as principais regras do esporte, clique aqui:

http://www.fpj.com.br/imagens_destaque/novas-regras-2010.pdf

Além de todos os benefícios pessoais que o judô agrega, ele é umas das principais fontes de vitórias do Brasil em Jogos Olímpicos (sem falar nos mundiais e pan-americanos mundo afora). Nas Olimpíadas já foram conquistadas 15 medalhas, sendo duas de ouro, três de prata e dez de bronze. Segue a lista completa dos campeões olímpicos do país (fonte: Confederação Brasileira de Judô – CBJ):

  • 1972 (Munique/GER): Chiaki Ishii (-93kg, bronze)
  • 1984 (Los Angeles/USA): Douglas Vieira (-95kg, prata), Walter Carmona (-86kg, bronze) e Luís Onmura (-71kg, bronze)
  • 1988 (Seul/KOR): Aurélio Miguel (-95kg, ouro)
  • 1992 (Barcelona/ESP): Rogério Sampaio (-65kg, ouro)
  • 1996 (Atlanta/USA): Aurélio Miguel (-95kg, bronze) e Henrique Guimarães (-65kg, bronze)
  • 2000 (Sydney/AUS): Tiago Camilo (-73kg, prata) e Carlos Honorato (-90kg, prata)
  • 2004 (Atenas/GRE): Leandro Guilheiro (-73kg, bronze) e Flávio Canto (-81kg, bronze)
  • 2008 (Pequim/CHN): Ketleyn Quadros (-57kg, bronze), Leandro Guilheiro (-73kg, bronze) e Tiago Camilo (-81kg, bronze)

E agora, vamos ao que interessa a você que buscou este artigo: onde achar escolas de judô em São Paulo>

No estado de São Paulo há diversas academias e clubes onde se pode praticar judô, com profissionais especializados e ligados à FPJ. A lista completa, com todos os contatos necessários, você encontra aqui: http://www.fpj.com.br/fpj-clubes-e-academias.php

Top