Esclareça as dúvidas sobre como separar o lixo

A sustentabilidade depende tanto de grandes iniciativas, como das menores e mais simples. Cada um deve fazer sua parte, o que já faz uma…

A sustentabilidade depende tanto de grandes iniciativas, como das menores e mais simples. Cada um deve fazer sua parte, o que já faz uma enorme diferença. O lixo, por exemplo, é um dos fatores que contribui para o desiquilíbrio ambiental. O despejo do mesmo em lugares inadequados, o acúmulo em encostas, rios e bueiros, acaba causando enchentes e demais transtornos. A prevenção disso tudo começa ainda em casa, com a separação do lixo.

Mas, então, como separar o lixo? Vamos começar pelo mais simples: separar o que é reciclável do que é orgânico. É a primeira, mais simples e mais importante separação. O lixo reciclável pode ser levado em locais apropriados, como empresas coletoras e assim por diante. O lixo orgânico é levado para os lixões ou também os respectivos lugares adequados. As embalagens recicláveis vêm com o símbolo da reciclagem, ficando ainda mais fácil fazer a separação.

Caso você tenha alguma dúvida em relação quais são essas embalagens, fique ligado nos materiais que podem ser reciclados. São eles: plástico, vidro, papel e alumínio. Tudo que se encaixa nesses materiais você pode separar como reciclável. A segunda separação, que é uma opção, mas nem sempre é preciso, é separar pelo material, ou seja, vidro com vidro, plástico com plástico e por aí vai. Em escolas e demais estabelecimentos, é possível encontrar recipientes para cada material, o que facilita a separação do mesmo. Se você quiser colocar em casa, é uma boa opção, mas não tão necessário.

A separação do lixo é essencial e indispensável na realidade atual. É uma medida simples, mas que faz toda a diferença. Ainda há a opção de separar o lixo seco do lixo úmido, entre o lixo orgânico. O lixo do banheiro nem sempre pode ser reciclado. Existem empresas especificas que trabalham com a reciclagem do papel higiênico usado, mas não estão presentes em todas as cidades. Nesse caso, esse lixo não é reciclado.

Essas são apenas algumas dicas para separar o lixo, mas dentro de casa você pode ter outras iniciativas sustentáveis. A economia de água, de energia e tudo o que é referente a preservação dos recursos naturais. Além de separar o lixo, mostre aos vizinhos a sua ação, pois pode ser referência. Esse tipo de atitude pode conscientizar demais pessoas. Converse sobre o assunto, explique como separar o lixo e mostre o quão fácil e importante isso é. Ajude a preservar a sua comunidade e assim estará contribuindo para um mundo melhor.

 

 

 

 

 

Top