Enem 2012, como se aplica nos vestibulares

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é o meio que muitos estudantes encontram de ingressar na universidade. Além do Prouni (Programa Universidade para…

Por Élida Santos em 28/05/2012

Algumas instituições de ensino superior participam do Sisu (Foto: Divulgação)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é o meio que muitos estudantes encontram de ingressar na universidade. Além do Prouni (Programa Universidade para todos), os candidatos a uma oportunidade em graduações podem aproveitar o Sisu (Sistema de Seleção Continuada), que é o sistema informatizado gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC) onde instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem.

Leia também: Inscrições abertas para o Enem 2012

A cada edição do Exame, as instituições públicas de ensino superior que optam por participar do Sisu ofertam vagas em seus cursos de graduação. Ao final do período de inscrições, que é divulgado pelo MEC na mídia, são selecionados os candidatos mais bem classificados (com nota maior) dentro do número de vagas ofertadas (confira mais detalhes sobre o Sisu no portal www.sisu.mec.gov.br).

 

O Enem está com as inscrições abertas até o dia 15 de junho (Foto: Divulgação)

Nesse caso, quando a universidade disponibiliza vagas pelo Sisu, as instituições usam exclusivamente a pontuação atingida Enem para escolher os candidatos inscritos por meio do Sistema de Seleção Continuada. No entanto, existe ainda o vestibular convencional (em algumas instituições) como forma principal de seleção, mas que geralmente atribui uma pontuação adicional de acordo com a nota do Enem de cada estudante.

A USP (Universidade de São Paulo), por exemplo, passou a usar o Enem no somatório de notas dando uma pontuação adicional no vestibular a partir do desempenho do candidato no Exame Nacional do Ensino Médio nos anos 2000. Porém, parou de utilizar a nota do Enem em 2009, depois de problemas decorrentes no atraso na aplicação da avaliação, por causa do vazamento da prova.

Leia também: Enem 2012, Inscrições, Datas, Provas

Já a Unicamp (Universidade estadual de Campinas), que diminuiu no último vestibular a importância que dava às questões dissertativas, passando a ter mais questões objetivas, além de ter mudados suas regras na aplicação da redação, não aceita que o uso da nota do Enem para auxiliar os estudantes na pontuação geral da primeira fase do seu vestibular. Porém, o estudante pode usar o desempenho no Exame para impulsioná-lo na classificação da segunda fase, sendo um complemento de nota da primeira.

 

Algumas universidades usam exclusivamente a nota do Enem para selecionar estudantes (Foto: Divulgação)

No último vestibular aplicado a Unesp (Universidade Estadual Paulista) utilizou o resultado do Enem dos anos anteriores no somatório da nota do vestibulando. O estudante podia escolher uma das notas do Exame (2009 ou 2010) para ser levado em consideração na classificação final o Vestibular 2012 da Unesp.

Assim como na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), as instituições federais tem maior aceitação com relação a utilização da nota do Enem como único processo de seleção de alunos ingressantes. No Estado de São Paulo a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) é a única instituição federal que faz uso do resultado do Enem como único meio de ingresso para alguns cursos. Para outras graduações, como Medicina, existe além do Enem, uma avaliação complementar, que configura dessa forma, o Sistema Misto de Ingresso.

Confira abaixo algumas instituições de ensino que usam exclusivamente o Enem como meio de seleção dos seus estudantes:

Universidade Federal do ABC
Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
Universidade Federal do Pampa
Universidade Federal de Mato Grosso
Universidade Federal do Ceará
Universidade Federal de Ouro Preto
Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Universidade Federal do Maranhão
Universidade Federal de Alfenas
Universidade Federal de Pelotas
Universidade Federal de São Carlos
Universidade Federal do Rio Grande
Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Universidade Federal Rural de Pernambuco
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Universidade Federal do Vale do São Francisco
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Universidade Federal de Itajubá
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
Universidade da Integração Luso-Afro Brasileira (Unilab)
Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila)
Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)
Instituto Federal do Amapá
Instituto Federal do Maranhão
Instituto Federal do Piauí
Instituto Federal do Pará
Instituto Federal do Rio de Janeiro
Instituto Federal Baiano
Instituto Federal do Sertão Pernambucano
Instituto Federal do Espírito Santo
Instituto Federal Catarinense
Instituto Federal de Mato Grosso do Sul
Instituto Federal de Santa Catarina
Instituto Federal da Paraíba
Instituto Federal de Roraima
Instituto Federal do Ceará
Instituto Federal do Rio Grande do Sul
CEFET-RJ
Escola Nacional de Ciências Estatísticas

Top