Empréstimo para MEI - Como solicitar até R$ 21 Mil

Empréstimo para MEI – Como solicitar até R$ 21 Mil

Está buscando um empréstimo para MEI? A categoria Microempreendedor Individual (MEI) é um regime tributário e foi criado pelo Governo Federal, para facilitar a…

Por Isabella em 14/01/2021

Está buscando um empréstimo para MEI? A categoria Microempreendedor Individual (MEI) é um regime tributário e foi criado pelo Governo Federal, para facilitar a formalização de pequenos empreendimentos de forma simples e sem burocracia.

Também para facilitar, as instituições financeiras têm disponibilizado recursos para financiamentos e linhas de créditos, com o objetivo de beneficiar os empreendedores. Uma das opções é o Microcrédito Produtivo Orientado, oferecido pela Caixa Econômica Federal.

Tenha em mente que a iniciativa prevê empréstimos facilitados para que o MEI possa investir em seus negócios.

Continue lendo para conhecer as vantagens desta linha de crédito, e tire todas as suas dúvidas sobre o Microcrédito Produtivo Orientado.

Como funciona o empréstimo para MEI?

Nessa modalidade, a estatal garante empréstimos com valores a partir de R$300,00 e que podem chegar até R$21.000,00. Quanto ao parcelamento, ele pode ser feito de 4 e 24 meses, sendo que não há carência e a taxa de juros é de 1,99% e a tarifa de Abertura de Crédito (TAC) é de 3%.

Além disso, não há cobrança do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). 

Para conseguir o empréstimo, basta o aval de terceiros (pode ser dispensado caso o cliente já tenha contratado microcrédito pela Caixa sem atrasar nenhuma parcela) e aval do proprietário em caso de MEI ou outro tipo de empresa.

Quem pode solicitar empréstimo para MEI?

Como já mencionamos, o empreendedor MEI pode solicitar o recurso.

No entanto, é preciso cumprir algumas determinações como ter recebido orientação negocial ou financeira; ser maior de 18 anos; não ter nome em cadastros de inadimplentes, como CADIN (Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal), SERASA (Empresa de Informações de Crédito), SINAD (Sistema de Inadimplentes da Caixa) e SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

Também é preciso ter conta na Caixa, podendo ser conta corrente, poupança ou conta Caixa Fácil e ser aprovado na análise de crédito e ter capacidade de pagamento.

Vale destacar que a instituição determina ainda que o crédito seja utilizado exclusivamente para o empreendimento, seja para adquirir maquinário, equipamentos, ferramentas, materiais necessários para o exercício da atividade, além de mercadorias e matérias primas, ou até mesmo reformar o estabelecimento.

Como solicitar Empréstimo para MEI?

Primeiramente, o MEI precisa estar em dia com as suas obrigações, e isso pode ser conferido por meio do Portal do Empreendedor.

Se a sua situação está em dia, basta procurar a Caixa Econômica Federal e apresentar os seguintes documentos:

  • Documentos pessoais do MEI;
  • Comprovante de endereço residencial do MEI;
  • Certificado de Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI).

Outra opção para a contratação é utilizar os canais virtuais de atendimento. São eles:

  • Canal WhatsApp (0800-726-0104); 
  • Central de Atendimento (0800 726 0101);

Formas de pagamento do empréstimo

Lembrando que a Caixa também oferece formas facilitadas para que o MEI efetue o pagamento do empréstimo.

São elas: 

  • Débito em conta na Caixa; 
  • Pagamento por meio das casas lotéricas sem boleto (basta o número de CPF e o código do convênio);
  • Site da Caixa para emitir boleto;
  • Central Telefônica 0800 726 8068, através da opção 8.

Critérios para se formalizar 

Se você ainda está na dúvida sobre a formalização do seu empreendimento através desse regime tributário, saiba que a categoria MEI foi criada há 10 anos pela Lei Complementar 123/2006 e possui alguns critérios.

Um dos principais critérios é de que o faturamento deve ser de até R$81 mil por ano. 

Além disso, a atividade desenvolvida pelo empreendedor precisa estar entre aquelas que são permitidas ao MEI. Por fim, o interessado em se tornar um MEI não pode participar como sócio, administrador ou titular de outra empresa. 

Top