Dicas para fazer curso superior de graça

O mercado de trabalho está se tornando cada vez mais exigente com os seus profissionais, por isso é importante investir na formação para conseguir…

O mercado de trabalho está se tornando cada vez mais exigente com os seus profissionais, por isso é importante investir na formação para conseguir representar um diferencial e superar a concorrência. Hoje em dia, quem não tem no mínimo o ensino superior completo tem dificuldades para conseguir um emprego bem remunerado ou crescer na carreira.

Os programas do Governo facilitam o acesso ao ensino superior. (Foto:Divulgação)

O Governo Federal tem investido em programas para aumentar o acesso ao ensino superior gratuito. Como nem todas as pessoas conseguem vagas em universidades públicas, o MEC investe em projetos em parceria com instituições privadas para a concessão de bolsas de estudo.  Os governos dos estados também possuem as suas próprias iniciativas em prol da Educação Superior.

Saiba mais: Inscrições para o ProUni

Fazer curso superior gratuito: dicas

Quem não tem condições financeiras para arcar com as mensalidades de uma faculdade precisa ficar atento às oportunidades oferecidas pelo Governo. Veja a seguir algumas dicas para fazer curso superior de graça:

1. Faça o Enem
Um quesito básico para conseguir cursar uma faculdade gratuitamente é prestar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A prova é aplicada anualmente em todo o Brasil, sendo realizada em dois dias. O seu conteúdo conta com 180 questões objetivas e uma redação.

2. Se inscreva no Sisu
Se o estudante conseguiu uma boa nota no Enem, ele deve fazer a sua inscrição no Sisu (Sistema de Seleção Unificada). O programa visa distribuir vagas em universidades e institutos federais, considerando o desempenho no exame. Em 2013, fora oferecidas 129.319 vagas em 101 instituições públicas.

O Prouni oferece bolsas de estudo em instituições particulares. (Foto:Divulgação)

3. Se inscreva no Prouni
O Prouni (Programa Universidade Para Todos) é uma iniciativa do MEC em parceria com instituições particulares de ensino superior para oferecer bolsas de estudo. Para disputar uma vaga, o candidato precisa ter renda familiar compatível, nota no Enem superior a 450 pontos e ter estudado o ensino médio na rede pública ou com bolsa integral em uma escola privada.

Leia Também:  Fies sem fiador - Quem pode ser fiador? Pode ter nome sujo?

4. Busque outros programas de bolsa
Se o estudante não tiver um bom desempenho no Sisu ou no Prouni, ele pode contar com outros programas que facilitam o acesso a graduação gratuita. No estado de São Paulo, por exemplo, existe o ‘Escola da Família’, no qual o estudante participa de atividades em prol da comunidade aos finais de semana em troca de uma bolsa de estudo em uma das instituições parceiras.

Os estados também possibilitam fazer curso superior de graça. (Foto:Divulgação)

Em Manaus, no Amazonas, também existe uma iniciativa que favorece o ensino superior gratuito, trata-se do Bolsa Universidade. Neste ano de 2013, o programa está oferecendo 20 mil vagas em 13 instituições particulares de ensino superior.

Veja também: Sisu, Prouni e Fies: entenda as diferenças

Top