Dicas para abrir um negócio em casa

Se você tem pouco capital, mas quer investir em uma ideia empreendedora, montar um negócio em casa pode ser a solução. O escritório home…

Trabalhar em casa pode ser positivo para as finanças (Foto: Divulgação)

Se você tem pouco capital, mas quer investir em uma ideia empreendedora, montar um negócio em casa pode ser a solução. O escritório home office proporciona economia, já que não é preciso pagar um aluguel pelas instalações. Porém, antes de decidir trabalhar em casa, verifique se a legislação permite que a atividade exercida seja realizada no ambiente residencial.

Entre os setores que podem se beneficiar com o trabalho no conforto do lar estão: cosméticos; publicidade e computação gráfica; confecções; contabilidade; alimentos e consultorias em geral. Independente de atuar em uma dessas atividades, em casa ou no escritório, você deve ter em mente que o segredo do sucesso para quem começa um novo negócio é o esforço, planejamento, que inclui a definição de metas, lucros e objetivos.

Tenha cuidado para que o trabalho em casa não seja um problema (Foto: Divulgação)

Como tudo na vida manter um comércio, consultoria ou qualquer outra atividade nas dependências de sua casa tem o lado positivo e negativo. A parte de boa de se trabalhar na residência é que você tem autonomia com relação a horário, a alimentação pode ser mais saudável, já as tentações dos restaurantes não são vistos com tanta frequência quanto se você trabalhasse em um escritório no centro da cidade. Outro fator bom é que não perde tempo com o trajeto para a empresa, pois ela está na sala ao lado.

Avalie se a decisão é prudente e planeje como será o trabalho em casa (Foto: Divulgação)

Porém, a parte ruim é que justamente por estar em casa você pode ser tentado a fazer coisas que não tem nada a ver com o seu “ganha pão”. Se a organização não acontecer você não pode trabalhar demais ou menos que o necessário, prejudicando seu desempenho. O mercado formal também pode julgar que você é um amador só porque tem um escritório em casa, em vez de ter uma sala comercial.

Depois de levar em consideração o lado bom e ruim de se exercer as funções profissionais no ambiente residencial, e de decidir se realmente vale a pena abrir um negócio com sede em sua casa, é hora de colocar no papel todas as ideias, verificar quanto dinheiro poderá ser investido e começar com cautela, sem exageros. Busque conhecer o mercado que pretende atuar antes de iniciar suas atividades. Organizações como o Sebrae possuem cursos focados para quem quer ser dono do seu próprio negócio.


Top