Dicas de Livros Românticos 

Literatura é sempre um presente propício, independente do gênero, pois é estimulante e agrega coisas positivas para quem lê. Contudo, já que o Dia…

Por Redacao em 11/05/2011

Literatura é sempre um presente propício, independente do gênero, pois é estimulante e agrega coisas positivas para quem lê. Contudo, já que o Dia dos Namorados está próximo, uma boa dica são os livros com temática romântica. Mas, calma, isso não quer dizer só livro água com açúcar. Muito pelo contrário. Em sua grande maioria, as histórias sempre têm um quê de romance em seus enredos. O fato é que não é necessário que o relacionamento seja o foco principal do tema, mas, sim, algo que some no contexto. E há, neste nicho, escritores mestres na arte de evocar casos de amor que servem de fio condutor para as suas narrativas. Listo então três opções de livros, os quais já li e posso dar o testemunho, que, mais do simples historinhas de amor, são verdadeiros épicos.

TÍTULO: A insustentável leveza do ser

AUTOR: Milan Kundera

EDITORA: Companhia das Letras

SINOPSE: O desenvolvimento dos enredos erótico-amorosos se conjuga com extrema felicidade à descrição de um tempo histórico politicamente opressivo – quando o Comunismo subjugava o Leste Europeu – e à reflexão sobre a existência humana como um enigma que resiste à decifração; o que lhe dá um interesse sempre renovado. Quatro personagens protagonizam essa história – Tereza e Tomas, Sabina e Franz. Por força de suas escolhas ou por interferência do acaso, cada um deles experimenta, à sua maneira, o peso insustentável que baliza a vida, esse permanente exercício de reconhecer a opressão e de tentar amenizá-la.

TÍTULO: Travessuras da menina má

AUTOR: Mário Vargas Llosa (Nobel de 2010)

EDITORA: Algaguara Brasil

SINOPSE: O peruano Ricardo vê realizado, ainda jovem, o sonho que sempre alimentou – o de viver em Paris. O reencontro com um amor da adolescência o trará de volta à realidade. Lily – inconformista, aventureira e pragmática – o arrastará para fora do pequeno mundo de suas curtas ambições. Ricardo e Lily – ela sempre mudando de nome e de marido – se reencontram várias vezes ao longo da vida, em diferentes cidades do mundo que foram cenários de momentos emblemáticos da História contemporânea (e, coincidentemente, da vida de Liosa).

Na Paris revolucionária dos anos 60; na Londres das drogas, da cultura hippie e do amor livre dos anos 70; na Tóquio dos grandes mafiosos dos anos 80; e na Madri em transição política dos anos 90. Assim, ao mesmo tempo em que conta a história de um amor arrebatador, o livro traça um quadro vigoroso das transformações sociais européias e convulsões políticas da América Latina.

Muitas das experiências de vida de Vargas Llosa aparecem aqui, por meio de seus personagens – os tempos de penúria em Paris, seu trabalho como tradutor, sua simpatia pela revolução cubana e a ligação permanente com seu país de origem, o Peru. Criando uma tensão entre o cômico e o trágico, numa narrativa ágil, vigorosa e terna, que conduz o leitor nesta dança de encontros e desencontros, Mario Vargas Llosa joga com a realidade e a ficção para contar uma história em que o amor se mostra indefinível, senhor de mil faces, como a menina deliciosa e má.

E, prepare-se, pois, impreterivelmente, você terá sentimentos – quais não sei – em relação aos dois personagens.

TÍTULO: Cem sonetos de amor

AUTOR: Pablo Neruda (Nobel de 1971)

EDITORA: L&PM Editores

SINOPSE: Este livro traz os principais poemas de amor de Pablo Neruda, poeta Nobel de literatura de 1971. O amor é o tema central de sua obra e ‘Cem sonetos de amor’ foi dedicado a Matilde Urrutia, sua última musa, e é dividido em quatro partes – manhã, meio-dia, tarde e noite. Mais que isso é impossível explicar, só lendo mesmo.

Top