Dicas de como cuidar dos filhos sem perder as estribeiras

Quem nunca assistiu a uma birra de uma criança em uma loja porque quer aquele brinquedo ou aquele salgadinho na prateleira do supermercado? As…

Por Editorial MDT em 24/09/2011

Quem nunca assistiu a uma birra de uma criança em uma loja porque quer aquele brinquedo ou aquele salgadinho na prateleira do supermercado? As crianças não possuem total controle de suas emoções, por isso gritam, se jogam no chão, esperneiam, tudo para conseguirem o que querem. Como sabemos que não é nada fácil lidar com este tipo de comportamento, listamos algumas dicas para conseguirem conter a birra do seu filho. Confira!

☰ CONTEÚDO

Mantenha a calma

Manter a calma talvez seja a coisa mais difícil de fazer nessa situação, mas é a maneira mais eficaz. Não contribua para este cenário, pois, as crianças tendem a assemelhar seu comportamento imitando muito facilmente. Respire fundo, não ceda aos nervos, e dê o bom exemplo. Não agrida a criança, pois, alguns distúrbios de personalidade podem resultar de repreensões rígidas na infância.

Ignore

Se ela persistir no escândalo, em vez de punir, procure ignorá-la. A punição pode incentivar a criança a repetir esse comportamento. Então, procure não responder, não olhe para ela e não acuse seu comportamento. Finja que não se incomoda. Este tipo de comportamento, vão acabar com as birras, porque a criança perceberá que não está mais conseguindo chamar a atenção desse modo.

Mude de ambiente

Muitas vezes quando a criança resolve fazer o seu pequeno show, ambos estão em público, então para a situação não ficar embaraçosa, retire a criança do ambiente. Leve-a para um lugar mais calmo e deixe-a espernear o quanto quiser. Procure ficar perto, mas não dê atenção. Quando ela se acalmar, volte a fazer o que estava fazendo.

Se a birra permanecer

Neste caso, é importante estabelecer contato físico com a criança, pega-la no colo, abraçá-la para desse modo acalmá-la. Concentre-se no seu estado emocional, e não na sua exigência, conversando com ela passivamente. A fase das birras são passageiras, no entanto, se elas persistirem, e se tornarem mais frequentes, procure falar com seu pediatra.

Converse muito

Com o fim da birra é muito importante conversar com a criança sobre aquilo que aconteceu. Procure expor o que estava certo e o que estava errado, o porque que aquele comportamento não pode voltar a acontecer e mostrar as consequências de um bom comportamento. Ensinar a criança a se controlar, uma vez conquistada, as birras desaparecem.

É muito importante nunca ceder às birras de uma criança, pois, ao ceder vai passar a mensagem que as birras são aceitáveis para elas obterem aquilo que desejam, e pior, cada vez que elas quiserem algo que não puderem dar, elas voltaram a fazer novamente, ficando cada vez mais difícil controlar este comportamento.

Top