terça-feira, 6 de dezembro de 2022 - 06/12/2022 20:24:47
MundodasTribos

A Constituição diz que a jornada de trabalho não pode ser superior a 8 horas por dia e a 44 horas semanais. Quando isso acontece, o empregador tem o dever de remunerar o colaborador com hora extra. A legislação também considera o adicional noturno para os trabalhos executados durante a noite.

Se o colaborador não cumpre com a sua jornada de trabalho, ele perde dinheiro. (Foto:Divulgação)

Nem todos os trabalhadores respeitam os horários da empresa, por isso acabam faltando ou chegando atrasado ao emprego. Quando isso acontece raramente, o empregador pode relevar e não reduzir o salário. No entanto, é muito comum o colaborador sofrer com descontos de horas de trabalho.

Saiba mais: Como é calculada a hora extra

O que este artigo aborda:

Como funciona o desconto por hora de trabalho?

Falta justificada
A lei diz que a falta justificada não prejudica o repouso semanal remunerado. Diferentes motivos podem justificar a ausência no emprego sem prejudicar o salário, como o falecimento de um familiar, casamento, nascimento do filho, doação de sangue, realização de prova de vestibular e doença. A empresa pode solicitar uma prova da justificativa para aceitar a situação e não fazer descontos proporcionais.

Se o colaborador faltar sem justificar, o empregador pode descontar o dia de trabalho do salário. (Foto: Divulgação)

Falta injustificada
A falta não justificada pode desencadear não só o desconto no dia da ausência, mas também naquele que é destinado ao repouso semanal. O colaborador pode ainda ser punido com uma falta leve ou grave, dependendo da circunstância. A falta injustificada também resulta na perda do direito de ter o feriado remunerado.

Horas de atraso
Se o colaborador não respeitar a jornada de trabalho e chegar atrasado, ele terá um desconto proporcional às horas de atraso. O cálculo é feito considerando o valor da hora de trabalho: quem ganha 600 reais e atrasa 2 horas, ganha R$5,46 a menos no final do mês. A empresa também pode adotar outras formas de lidar com o atraso do funcionário, como o desconto no RSR (Repouso semanal remunerado).

As horas de atraso também podem ser descontadas do salário. (Foto:Divulgação)

Alguns atrasos justificados podem ser reconsiderados pelo empregador e não resultar em descontos no salário, como é o caso da ida ao médico com o filho que acordou doente ou do engarrafamento repentino. No entanto, é importante que o atraso não aconteça com frequência.

Direitos do trabalhador
A empresa tem a obrigação de garantir ao trabalhador o descanso semanal remunerado de 24 horas, de preferência aos domingos. No entanto, existe a possibilidade do direito ser desconsiderado quando o colaborador não cumpre integralmente a jornada e nem justifica as suas faltas.

Veja também: Abandono de Emprego – Como Proceder

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Isabella Moretti

Publicitária, pós-graduada em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais. É também empresária e CEO & Founder do ViaCarreira

1

Pode ser do seu interesse

Vagas para teleoperador em São Paulo

Vagas para teleoperador em São Paulo

Vagas de Emprego no Rio Grande do Sul 2010

Vagas de Emprego no Rio Grande do Sul 2010

Vagas de Emprego no Giraffas Março 2010

Vagas de Emprego no Giraffas Março 2010

Taxa de jovens desempregados cresce quase 13%, diz pesquisa

Taxa de jovens desempregados cresce quase 13%, diz pesquisa

Vagas De Emprego Na Área De RH 2011

Vagas De Emprego Na Área De RH 2011

Programa de Estágio Mercedes-Benz 2013: inscrições

Programa de Estágio Mercedes-Benz 2013: inscrições