Décadas, Eventos e Estilistas

O mundo da moda é um mutante, atuando década após década, fechando muitos ciclos e começando vários outros. Dentro destes ciclos fashion, acontecimentos ocorrem…

O mundo da moda é um mutante, atuando década após década, fechando muitos ciclos e começando vários outros. Dentro destes ciclos fashion, acontecimentos ocorrem influenciando direta ou indiretamente a moda, novos designers são destacados e elevados a gênios inovadores, coleções com peças revolucionárias criadas por estes designers viram objeto de desejo. Seguindo essa direção, selecionei década por década de alguns dos principais eventos e quais estilistas se destacaram.

1920

Na década de 1920, as mulheres adotaram corte de cabelo curtinho (chamadoo bob), maquiagem que era aplicada em público, começaram a fumar com a famosa piteira extra-longa, os vestidos tinham a barra mais curta (até as canelas) e a cintura era mais baixa.

Estilistas da época que fizeram história

Gabrielle “Coco” Chanel: inventou vestidos e peças de tricô, além de utilizar o Jersey para confecção também, sapatos bicolores e o tão amado LBD (little black dress) – o nosso pretinho básico. Coco Chanel inseriu no guarda-roupa feminino as peças masculinas como calças compridas e as blusas listradas de pescadores, que a inspiraram na moda navy.

Paul Poiret: Poiret teve seu auge antes mesmo dos anos 1920, por volta de 1909 à 1914, quando o estilista ajudou à livrar a mulherada dos desconfortáveis corsets e introduziu ao mundo feminino as calças pantalonas, já nessa década.

1930

A década de 1930 ficou carimbada pelo retorno da feminilidade e glamour, com direito a vestidos de costas nuas e meias em nylon. Curvas e silhueta ladylike (acinturada), o permanente nos cabelos predominava, chapéus pequenos eram os adequados e a divisão na questão “dia e noite” foi reforçada, com roupas femininas e delicadas para o dia e elegância glamourosa para a noite.

Estilistas da época que fizeram história

Madeleine Vionnet: suas peças eram extremamente fluidas, com muito movimento e femininas até dizer chega. O corte em viés foi desenvolvido por Vionnet, assim como o decote frente única e o decote cowl neck (a gola “boba”).

Continuar Lendo  Meme: Conte sua história mais engraçada ou curiosa que já teve !

Elsa Schiaparelli: foi a pioneira em usar arte em suas coleções, adicionando aviamentos extravagantes como zíperes e botões com formatos divertidos, ombreiras, e cores chocantes como o rosa-shocking (shocking-pink), que virou sua assinatura e até um perfume, Shocking.

1940

Os anos 1940 se encontravam no epicentro da Segunda Guerra Mundial, este acontecimento influenciou a moda diretamente. O tempo de guerra era sombrio e austero, a escassez de materiais para confecção das roupas foi o ponto significativo para fazer os estilistas se virarem com o que tinham. Looks militares, vestidos para o dia bem simples.

Estilistas da época que fizeram história

Christian Dior: colocou Paris de volta ao lugar de centro da moda, reacendeu a alta costura, com o New Look trouxe de volta o glamour através da estrutura do look, que contava com cintura finíssima, metros e metros de tecidos para as saias e saias rodadas. Mostrando que a guerra chegara ao fim.

Bonnie Cashin: transformou as botas em acessórios fashion e necessários.

1950

Os anos 1950 trouxeram para o mundo da moda o salto alto, a saia lápis, volume e formas para as roupas. O estilo em linhas A, H e Y, de Dior era predominante.

Cristóbal Balenciaga: os vestidos em forma de balão (balonê ou saco), túnicas, chemises e vestidos com cintura alta (empire line).

Hubert de Givenchy: foi pioneiro em assinar figurino para uma atriz de cinema, Audrey Hepburn, lançou para o mundo e tornou famoso o pretinho básico e também separou as peças para serem usadas com outras.

1960

A moda da década de 1960 é alegre, diferente, colorida e revolucionária. O comprimento subiu consideravelmente, transformando saias e shorts em minissaias e mini-shorts. Estampas psicodélicas, cores vibrantes, go-go boots (botas de cano alto e plataforma). Materiais sintéticos como o vinil, papel, plástico e metal apareciam em quase tudo.

Continuar Lendo  Saiba mais sobre os benefícios do abacate para a saúde

Estilistas da época que fizeram história

Mary Quant: apresentou a minissaia, hot pants, liderou o movimento dos jovens e lançou ao mundo fashion a modelo Twiggy.

Pierre Cardin: pioneiro a lançar coleções para o ready-to-wear.

1970

A era da discoteca, os anos 1970 trouxeram o étnico para a moda, calças boca-de-sino ou pata de elefante, minissaia, os calçados plataforma, hippies, festival de música Woodstock e um sonho pela paz e amor.

Estilistas da época que fizeram história

Sonia Rykiel: transformou os tricôs em moda, cores bem escuras, chapéus de crochê, lenços compridos.

Vivienne Westwood: mãe da revolução Punk, junto com Malcolm McLaren.

1980

Os anos 1980 são acesos, com muita cor, terninhos, ombreiras, muita maquiagem, tudo junto e misturado e muito de tudo.

Estilistas da época que fizeram história

Invasão Japonesa na indústria da moda: Rei Kawakubo (Comme des Garçons), Yohji Yamamoto e Issey Miyake trouxeram a moda inovadora para os palcos do mundo.

Prada: Miuccia Prada é a sobrinha do fundador da empresa, e, em sua fase, introduziu o ready-to-wear a um nível máximo de misturas fashion.

1990

Aqui, vemos o minimalismo empurrando o exagero da década passada para o canto, com atrativos e descanso para os olhos, linhas simples e formas geométricas. O grunge também surge nessa época.

Estilistas da época que fizeram história

Marc Jacobs: o designer na época da Perry Ellis, levou o grunge às passarelas.

Dolce&Gabbana: roupas extremamente femininas para o dia-a-dia das mulheres modernas.

2000

A era das supermarcas e das bolsas que se tornam mega-importantes.

Estilistas da época que fizeram história

Christian Louboutin: o “sapateiro” do século implantou em seus calçados a sola vermelha característica e conquistou uma lista imensa de adoradoras.

Chloé: trouxe de volta a feminilidade e o estilo girlie, tops com inspiração no vintage e calças bem sensuais.

Continuar Lendo  Piercing no umbigo: modelos

Top