Curso de Detetive Particular em São Paulo

Atualmente, é muito raro encontrar uma carreira que não tenha forte concorrência. A competitividade está quase sempre presente na vida profissional de cada um,…

Por Redacao em 12/07/2011

Atualmente, é muito raro encontrar uma carreira que não tenha forte concorrência. A competitividade está quase sempre presente na vida profissional de cada um, assim como em vários outros setores. Entretanto, exceções existem, apesar de serem raras. É o caso de um detetive particular, uma profissão muito procurada, devido ao fato de que novos casos estão sempre ocorrendo mas, contar com total discrição é sempre a melhor opção. E você sabe exatamente qual a função de um detetive e quais são suas responsabilidades?

A palavra “detetive” tem origem inglesa, vinda do “detective”, que desempenha um papel de detectar, investigar situações e os envolvidos nela. Um detetive (ou investigador) pode trabalhar tanto em área policial quanto de maneira particular. Em ambos os casos, sempre haverá trabalho a fazer, a não ser que um certo dia o ser humano se torne perfeito e os crimes desapareçam.

Curiosamente, detetives são considerados como uma elite dos policiais, sempre envolvidos por uma aura de mistério, devido a uma longa história em livros (principalmente pelo personagem fictício Sherlock Holmes) e a vários filmes(o que na verdade ele normalmente é) que retratam este profissional de forma superior e extremamente inteligente . No Brasil, não é uma profissão oficialmente registrada, mas mesmo assim existem há mais de 70 anos e sempre foram de extrema importância.

Os trabalhos que um detetive pode exercer são diversos. Veja alguns exemplos:

  • Desaparecimento de adultos e crianças
  • Produção de provas para bens judiciais em casos de adultério, furtos e roubos
  • Localização de paradeiro
  • Planejamento de segurança
  • Gerenciamento de risco
  • Homicídios
  • Ameaças anônimas
  • Seguimento de suspeitos
  • Monitoramento eletrônico e físico de locais e pessoas

Como todas as áreas do ramo, o objetivo é sempre prestar assistência para resolução de um caso. Pode não parecer, mas para um criminoso ser analisado pelo investigador e passar por outros demais processos, ele deve ser capturado pela polícia, antes de mais nada. Claro que é um pensamento lógico, mas poucas pessoas se lembram desse detalhe. Numa investigação, tudo deve funcionar como em um sistema perfeito, como uma máquina e suas peças. Cada um exerce sua parte.

Se você tem interesse por esta profissão, de Detetive Particular, existem vários locais que podem ajudar nesta escolha.  A IUDEP (Instituto Universal dos Detetives Particulares) oferece uma oportunidade interessante. O aluno que faz o curso nesta instituição, recebe o direito de representá-los no Departamento de Investigações , embora não haja de verdade nenhuma compromisso, já que o indivíduo fica livre para possíveis modificações de carreira ou simplesmente uma mudança de instituição.

A FENADE também oferece cursos desde 1989, até mesmo o FBI oferece esta oportunidade. Vale ressaltar que se trata de um mercado muito privilegiado pelo fato de não haver muita concorrência. De fato, existe até uma certa falta de detetives particulares atualmente, portanto é uma ótima hora se você está pretendendo seguir tal carreira. Pesquise pelos sites das instituições e informe-se sobre possíveis dúvidas. Bons profissionais são sempre requisitados e uma formação consistente é fundamental para ter sucesso neste caminho.

 

Top