Crianças que falam errado: o que fazer

Todos acham bonitinho e charmoso quando uma criança fala errado, troca as letras, troca as sílabas, gagueja ou tem a língua presa. Entretanto, é…

Cuide para que o seu filho fale corretamente e seja um grande comunicador. (Foto: Divulgação)

Todos acham bonitinho e charmoso quando uma criança fala errado, troca as letras, troca as sílabas, gagueja ou tem a língua presa. Entretanto, é preciso se atentar para que esses não sejam sinais de problemas neurológicos, psicológicos ou orgânicos. Por isso, saiba o que fazer com crianças que falam errado.

Até os 3 anos, é normal que os bebês troquem as letras, as sílabas ou mesmo que omitam algumas letras ou sílabas. No entanto, se o seu filho tem mais de 3 anos e continua cometendo esses erros de pronúncia, leve-o a um fonoaudiólogo para que o problemas seja detectado e corrigido.

Porém, até essa idade, não incentive esses erros no seu filho, mesmo que ache engraçado. Além disso, não converse com ele de modo ‘infantilizado’, pois isso irá reforçar a sua pronúncia errada. Fale naturalmente com ele, como se estivesse com um adulto. Assim, ele poderá desenvolver o seu vocabulário e também a gramática de modo correto.

Não fale 'infantilizado', ou você reforçará os erros do seu filho. (Foto: Divulgação)

Para corrigi-lo, não o reprima e nem use de violência, porque esses atos farão com que ele desenvolva problemas psicológicos e até mesmo que deixe de falar por medo. Apenas repita a palavra corretamente para que ele se acostume a ouvi-la e então possa repeti-la.

Por outro lado, se o problema do seu filho é a gagueira, não o deixe ainda mais nervoso. Ensine-o a cantar, pois quando a criança canta, livra-se da pressão psicológica e consegue pronunciar todas as palavras sem parar. Nesse caso, não a force a falar sem gaguejar, pois ela ficará ainda mais nervosa e as palavras sairão com mais tropeços ainda.

Leia Também:  Revestimento externo para residência, dicas

Muitos problemas na fala surgem porque a criança não escuta perfeitamente. Portanto, sempre verifique se os ouvidos do seu filho estão limpos e saudáveis. Para tanto, quando for ao pediatra, peça para que ele os examine.

Alguns problemas na fala são consequências de problemas auditivos. (Foto: Divulgação)

As crianças falam errado até terem a consciência dos sons e do seu aparelho oral. Entretanto, quando esses erros persistem por mais de 3 anos, o melhor a fazer é procurar um fonoaudiólogo, que poderá diagnosticar o problema de fala do seu filho e indicar o tratamento adequado para ele. Assim, ele poderá se socializar melhor, os seus estudos renderão mais e com certeza, ele será mais feliz.

 

Top