Conselhos para quem deseja trocar curso da faculdade

Muitos jovens enfrentam a difícil realidade de escolher os rumos do futuro profissional. A tarefa se torna árdua principalmente quando eles não sabem exatamente qual carreira seguir.

A troca de curso precisa ser muito bem pensada. (Foto:Divulgação)

Quem começa uma faculdade sem ter certeza da escolha corre o risco de não gostar do curso. Quando isso acontece, existem duas saídas: lutar por um diploma que ficará guardado na gaveta ou trocar de curso na faculdade.

A troca de curso na faculdade é uma escolha audaciosa e de grande risco, por isso é fundamental ter um planejamento em mente e também total consciência das perdas e ganhos desencadeados pela mudança de área.

Conselhos para trocar de curso

Confira a seguir alguns conselhos importantes para trocar de curso na faculdade:

Seja sincero consigo mesmo
Antes de trocar de curso, o estudante deve definir os principais motivos que tornam a carreira incompatível com o seu perfil. Ele também deve pensar qual a outra área que desperta o seu interesse.

Muitas pessoas acabam mudando de curso sem ter certeza. Elas trocam de áreas porque estão cansadas das atividades do dia-a-dia do emprego e desejam novas experiências. No entanto, se o problema for o trabalho, a mudança deve ser de empresa e não de faculdade.

É importante não ter medo. (Foto:Divulgação)

Relaxe. O dinheiro não foi jogado fora
Ao trocar de curso depois de um ou dois anos de investimento, o universitário muitas vezes fica se culpando por ter ‘jogado dinheiro fora’. No entanto, a situação não deve ser encarada desta forma. A experiência na outra graduação pode ser útil para o currículo, além do que ela proporcionou conhecimentos.

A pesquisa é fundamental
Não basta apenas considerar as afinidades para trocar de curso, também é essencial fazer uma pesquisa no mercado. Os estudos permitem que o universitário explore um pouco a área para a qual deseja migrar. Antes de se jogar de cabeça em uma carreira, é importante conhecê-la e se apaixonar por ela.

Invista em networking
O universitário deve conversar com os profissionais que atual no novo ramo no qual ele tem interesse. O networking pode acontecer através das redes sociais, como é o caso do LinkedIn. Ao criar uma rede de contatos, aumentam as chances de encontrar um emprego relacionado ao novo curso.

Se o novo curso é mais caro, é necessário preparar o bolso. (Foto:Divulgação)

Elabore um planejamento financeiro
Se o novo curso tiver uma mensalidade mais cara do que o anterior, é necessário elaborar um planejamento e avaliar se realmente cabe no orçamento.

Busque experiência
Trabalhar na área de interesse é fundamental para se apaixonar por ela. A falta de experiência dificulta a conquista de uma vaga de emprego, no entanto, o universitário deve aceitar cargos inferiores para conseguir iniciar em uma nova carreira.

Sempre tenha coragem
Caso a troca de curso não dê certo, o universitário não deve ficar frustrado. Ele pode voltar à sua antiga área ou atuar nos dois ramos até que consiga se firmar na profissão relacionada à sua nova graduação.

Reply