Como se ver Livre dos Pelos Encravados

Como se ver livre de pelos encravados? São inúmeras as orientações de especialistas sobre como resolver essa situação que atinge tanto homens como mulheres.…

Como se ver livre de pelos encravados? São inúmeras as orientações de especialistas sobre como resolver essa situação que atinge tanto homens como mulheres. Veja algumas dicas para estar fora desse problema.

O nome técnico é foliculite, mas vulgarmente é conhecido como pelo encravado, que ocorre tanto em homens e mulheres e em diversas partes do corpo: virilha, rosto, axila, pernas. Mas como isso acontece? Na verdade, esse acontecimento se dá quando o pelo nasce de forma errada, quando ele não consegue romper a camada da pele, ficando somente na parte interna, dessa forma, os sintomas são bem conhecidos: bolinhas avermelhadas com grande vermelhidão ao redor, além de dor. No caso de infecção, o quadro ainda piora e pode ter a presença de pus.

Geralmente, os pelos nascem não de forma reta, mas levemente encurvados e o que ocorre para eles encravarem é que de algumas pessoas eles têm uma forma mais encurvada do que o normal. Esse é um fator que pode ser considerado, é o genético. Um outro que é causado pelas atividades humanas é a depilação.

Mas se a depilação tende a deixar os pelos encravados, a lâmina, se não for usada corretamente, também pode ser uma grande vilã, sendo pior ainda do que a depilação com ceras fria ou quente. Para evitar problemas, especialistas afirmam que quem for usar a lâmina deve utilizá-la após o banho, com a pele bem hidratada e o sentido de barbear deve ser no sentido do crescimento do pelo. Uma dica para quem vai se depilar com cera é usar um creme esfoliante em dias alternados, sete dias antes da depilação, para que a pele fique mais fina.

Leia Também:  Como saber que está obcecado por dieta

Um agravante que é amigo de pelos encravados é o uso de calças muito justas, assim como calcinhas muito apertadas, vestuário bem comum hoje em dia e que faz a cabeça da mulherada. Quem gosta de usar óleo no corpo ou fazer esfoliação em excesso também está em risco de ter pelos encravados. Os excessos devem ser descartados.

Em caso de pelos encravados sem inflamação, o procedimento para sua retirada deve ser feito com agulha esterelizada, mas se estiver inflamado ou se com sinais de que a situação pode piorar (se no local você sentir mais quente o pelo pode estar inflamado ou dolorido), é preciso procurar um dermatologista para que ele possa receitar pomadas anti-inflamatórias, antibióticas ou, em casos graves, remédios de uso oral (antibióticos).

Se os pelos estiverem encravados e a retirada deles for feita incorretamente, as marcas deixadas  na pele poderão ficar para sempre, portanto, se fizer alguma coisa nesse sentido, o ideal é que procure um médico para ajudar. Só ele é capaz de afirmar o grau em que está o cenário. Para o quadro não ficar mais feio, quem tiver com o problema deve evitar de mexer ou espremer no pelo encravado, pois dessa forma poderá magoar mais a região e ela ficar mais inflamada, tornando-se alvo de bactérias. Desse jeito, o que era apenas um pelo quase inofensivo, pode tornar-se um furúnculo.

Top