Como se livrar de uma espinha interna

As espinhas são terríveis, principalmente quando são internas e ficam por baixo da pele, causando muita dor. As espinhas internas são mais complexas e…

Por Editorial MDT em 13/01/2013

As espinhas são terríveis, principalmente quando são internas e ficam por baixo da pele, causando muita dor. As espinhas internas são mais complexas e demora a chegar até a superfície da pele, por isso não devem ser apertadas para não causar danos ainda maiores.  Saiba mais sobre o assunto e veja como se livrar de uma espinha interna.

A espinha interna causa grande desconforto estético e dor. (Foto: divulgação)

O que é espinha interna

A espinha interna é aquela que cresce por baixo da pele. Geralmente elas causam muita dor, demoram em desaparecer e são esteticamente muito feias. Elas aparecem devido ao excesso de oleosidade da pele que causa obstrução dos poros, formando pequenos pontos vermelhos.

Esse tipo de espinha não deve ser espremido, pois só tende a piorar o quadro. Quando apertada, a espinha interna acaba ficando roxa ou inflamada, demorando ainda mais para ser cicatrizada, causando muito incomodo e desconforto estético.

Veja também os perigos de espremer espinhas

O que fazer para evitar a espinha interna

  • Lave o rosto pelo menos três vezes ao dia;
  • Evite o uso de cremes e outros produtos, pois a pele tende a ficar ainda mais oleosa. Prefira cosméticos em gel, já que são mais benéficos e não deixam a pele oleosa;
  • Não esprema cravos e outras espinhas para evitar as inflamações;
  • Consulte um dermatologista logo quando começarem a surgir as primeiras espinhas.

    O algodão com água quente é um excelente método para acabar com a espinha interna. (Foto: divulgação)

Como se livrar de uma espinha interna

O mais indicado é procurar um médico dermatologista para o tratamento das espinhas. Porém, existem alguns métodos caseiros que ajudam a remover as espinhas internas.

1. Água quente: faça uma compressa de algodão com água quente e deixe sobre a espinha por alguns minutos. Esse método ajuda a espinha a sair de forma natural. Repita várias vezes até que ela desapareça por completo;

2. Vapor: trata-se de um grande aliado de quem possui uma espinha interna. Ferva um pouco de água e coloque em uma bacia, fazendo com que a região da espinha interna fique próxima ao vapor. O método faz com que os poros sejam abertos e a espinha vá saindo aos poucos. Além disso, é muito eficaz para a eliminação de cravos.

Não esprema a espinha, pois pode piorar ainda mais o quadro. (Foto: divulgação)

Veja também tratamentos caseiros para espinhas 

As espinhas internas são muito dolorosas e deixam a pele esteticamente muito feia. Para eliminar esse problema, o mais indicado é consultar um dermatologista para avaliar o caso e indicar qual o melhor tratamento. As técnicas caseiras também estão entre as opções de tratamento, porém são alternativos e não garantem eficácia comprovada.

Top