Os perigos de espremer espinhas

Hábitos cotidianos e aparentemente inocentes, como espremer espinhas, podem esconder grandes ricos para a saúde. Todo mundo sabe que não se deve cutucar a…

Por Editorial MDT em 22/12/2012

Hábitos cotidianos e aparentemente inocentes, como espremer espinhas, podem esconder grandes ricos para a saúde. Todo mundo sabe que não se deve cutucar a pele, mas nem todos conhecem o motivo dessas recomendações. Fique por dentro do assunto e entenda os perigos de espremer espinhas, que é um costume tão frequente entre os adolescentes.

Saiba por que espremer espinhas pode causar infecções graves.

Espremer espinhas é muito mais perigoso do que se imagina. (Foto: divulgação)

Motivos para não espremer espinhas

  • Existem diferentes bactérias vivendo em regiões distintas do corpo, como a pele, unhas e mãos. Na grande maioria das vezes ela não causam problemas, mas na tentativa de remover um cravo ou espinha, a lesão inicial se torna em um potencial foco de infecção, ainda mais quando acaba sendo manipulado continuamente;
  • A utilização da técnica inadequada para espremer espinhas ou a tentativa de eliminar uma lesão mais profunda, pode fazer com que a espinha estoure não para fora, e sim para dentro do tecido, tornando o foco de infecção ainda mais profundo e difícil de ser eliminado. Quando isso acontece, a inflamação piora consideravelmente;
  • Em alguns casos, espinhas mal espremidas podem dar origem a cistos, que possui tratamento muito mais complexo;
  • Manipular a pele na tentativa de acabar com os machucado pode piorar a situação e deixar manchas e cicatrizes.

Confira dicas de como cuidar da pele com acne.

Manter a pele limpa e bem hidratada ainda é a melhor maneira de se prevenir de espinhas. (Foto: divulgação)

Complicações mais graves

Em alguns casos mais específicos, especialmente quando ocorre manipulação constante da pele ou quando a procura por auxílio médico é postergada, é possível que a infecção de pele se agrave, podendo resultar em complicações importantes, com risco de vida.

  • Celulite facial

A celulite facial é um abcesso que não drena nem para a pele ou boca. Ao invés disso, estende-se de forma difusa para os tecidos faciais mais profundos. Essa infecção aguda costuma resultar em sintomas fáceis de serem percebidos, como edema exacerbado e dor, e, por sua vez, podem cursar com complicações graves, como a trombose dos seios cavernosos;

  • Meningite

Em casos extremos a infecção pode atingir o sistema nervoso central e causando a complicação mais temida, que é a meningite. Essa situação é considerada uma urgência médica, pois existe alto risco de vida para o paciente, que necessita de atendimento médico imediato e antibioticoterapia efetiva contra a infecção.

Entenda a razão da meningite ser tão perigosa.

Procurar auxílio de dermatologista é muito importante. (Foto: divulgação)

Por isso que, no caso de quem sofre com cravos e espinhas, a melhor opção de tratamento e prevenir o aparecimento desses problemas, não se esquecendo de procurar o atendimento de dermatologista, caso a infecção persista.

Top