Células-Tronco nas Trompas de Falópio

Uma ótima notícia envolvendo células-tronco nas trompas de falópio. Médicos brasileiros do Centro de Investigação do Genoma Humano da Universidade de São Paulo,  (USP) fizeram uma descoberta que faz…

Por Editorial MDT em 19/06/2009

Células Tronco nas Trompas

Uma ótima notícia envolvendo células-tronco nas trompas de falópio. Médicos brasileiros do Centro de Investigação do Genoma Humano da Universidade de São Paulo,  (USP) fizeram uma descoberta que faz o Brasil competir com grandes cientistas da área em todo o mundo.

Foi descoberto que as trompas possuem células tronco mesenquimais, ou seja, uma única célula pode se reproduzir transformando-se em diversas células.

As trompas de falópio conduzem dos ovários ao útero, fornecem uma passagem para o óvulo em direção a área de implantação, no caso de ocorrer fertilização.

Agora vem uma explicação um tanto complicada: As células mesenquimais de cordões umbilicais, polpa dentária e tecido adiposo podem ser diferenciadas para se transformar em células musculares, de ossos e cartilagens.

Para o estudo, o tecido das Trompas de Falópio foi extraído mediante histerectomias e outros procedimentos ginecológicos, aos quais foram submetidas mulheres férteis em idade reprodutiva (entre 35 e 53 anos) e que não tinham se submetido a tratamentos hormonais.

Segundo o relatório da pesquisa, o grupo de cientistas brasileiros descobriu que as células mesenquimais das trompas, podiam ser isoladas e multiplicadas mediante procedimentos in vitro, com a capacidade de se transformar em células musculares, adiposas e ósseas.

O esforço de pesquisadores do mundo inteiro em células tronco é grande, pois com células desse tipo podem servir para restaurar células musculares, gordura e osso.

Os testes, liderados pela cientista Tatiana Jazedje, foram perfeitamente estáveis, mostrando um grande avanço na área de medicina regenerativa.

As pesquisas com células-tronco representam chances de cura para doenças como Alzheimer, mal de Parkinson, diabetes, câncer, distrofia muscular e outras. Por este motivo, a importância de investimentos nesse setor. Todo e qualquer estudo que venha ajudar a desenvolver maiores avanços é sempre bem vindo.

Parabéns pela iniciativa e estudo!

Top