Caso Natalia Wood: Polícia reabre o caso 30 anos depois

A polícia de Los Angeles divulgou nesta quinta-feira (17) que reabriu, 30 anos depois, a averiguação sobre a morte da atriz Natalie Wood, atriz…

(Imagem: Foto divulgação)

A polícia de Los Angeles divulgou nesta quinta-feira (17) que reabriu, 30 anos depois, a averiguação sobre a morte da atriz Natalie Wood, atriz principal de “Amor, sublime amor”.  Steve Whitmore, representante do governador de Los Angeles, informou que a polícia obteve nova informação sobre o acontecimento, porém sem fornecer mais detalhes, segundo o canal de televisão FOX.

Em 1981, Natalie de 43 anos, foi descoberta morta nas águas do Oceano Pacífico em um caso analisado acidental, mas que gerou polêmica na época.  O corpo da atriz foi encontrado flutuando próximo a ilha de Catalina, na Califórnia, onde passava um final de semana com seu marido, o ator Robert Wagner, e seu companheiro de filmagens, Christopher Walken.

Na época autoridades determinaram que Natalie teria bebido demais antes de sua morte, e concluiram que tudo não passou de um acidente quando a atriz caiu nas águas do Pacífico enquanto tentava saltar para um bote amarrado ao iate onde navegava.

Apesar do arremate policial, começaram a correr boatos de assassinato ou suicídio e hipóteses sobre uma provável discussão com seu marido antes de cair na água, motivada por uma suposta crise de ciúmes de Wagner pela amizade com Christopher.

Segundo uma declaração enviada à revista TMZ, o porta-voz de Robert Wagner informou que “embora a família Wagner não tenha recebido notícias do condado de Los Angeles sobre o assunto, apoiam totalmente os esforços do departamento”.

Top