Padrasto é preso por matar criança de dois anos

Uma criança de dois anos foi assassinada pelo padrasto em um terreno baldio próximo da casa onde viviam, em Franco da Rocha, Grande São…

(Imagem: Foto divulgação)

Uma criança de dois anos foi assassinada pelo padrasto em um terreno baldio próximo da casa onde viviam, em Franco da Rocha, Grande São Paulo. Segundo a Polícia Civil, o moço de 21 anos,  admitiu o crime após a mãe da criança ter falado aos agentes que ele sabia o que havia ocorrido com a criança.

No final da noite desta terça-feira, a mãe da criança, também de 21 anos, gestante de dois meses, seguiu até a delegacia do bairro, acompanhada do padrasto para dar queixa sobre o desapareciemento. No entanto, os investigadores e o delegado teriam suspeitado das atitudes do casal, que articulavam com frieza e falta de interesse.

Na madrugada desta quarta-feira (9), os guardas partiram até a residência do casal e os dois encontraram-se dormindo. Por não estarem em busca do filho, foram levados novamente para a delegacia.

Ainda segundo a Polícia Civil, até as 16h os suspeitos deram depoimentos separados, quando a mãe afirmou para os agentes comprimirem o padrastro, pois, ele teria alguma informação sobre o local onde a criança situava-se.

O padrasto admitiu que levou a criança até um matagal, próximo a casa onde viviam, sufocou a criança e jogou o corpo em um barranco. O motivo do crime declarado, segundo o autor, era o ciúme que sentia da relação entre a mulher e seu ex-marido por causa do filho.

Lesgistas do Instituto Médico Legal verificaram que a criança apresentava sinais de violência física, de acordo com os policiais. Foram solicitados exames extras para saber se o menino chegou a ser abusado sexualmente.

O casal deverá ser processado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. 

Top