Campanha de vacinação contra pólio 2013

Nesta terça-feira (4), o Ministério da Saúde anunciou que pretende vacinar 12,2 milhões de crianças contra a poliomielite. A campanha será realizada em todos…

Nesta terça-feira (4), o Ministério da Saúde anunciou que pretende vacinar 12,2 milhões de crianças contra a poliomielite. A campanha será realizada em todos os estados brasileiros e Distrito Federal durante o período de 8 a 21 de junho.

A campanha vai de 8 a 21 de junho. (Foto:Divulgação)

Vacina contra pólio 2013

O Ministério da Saúde está investindo pesado na campanha para vacinar as crianças de todo o Brasil. Serão distribuídas 19,4 milhões de doses da vacina oral em 115 mil postos no país.

O investimento na Campanha de vacinação contra a pólio 2013 corresponde a R$ 32,3 milhões, sendo que R$ 13,7 milhões foram usados na aquisição das doses. Cerca de 350 mil pessoas estarão envolvidas na ação e 42 mil veículos serão utilizados (terrestres, marítimos e fluviais).

A campanha de vacinação seguirá a linha do ano anterior. Em 2012, 14 milhões de crianças com idade entre 6 meses e 5 anos foram vacinadas.

A vacina também tem doses injetáveis. (Foto:Divulgação)

Alexandre Padilha, ministro da saúde, destacou que o vírus da paralisia infantil ainda circula em muitos países. Desta forma, surge a necessidade de manter as crianças brasileiras protegidas e reforçar a liderança do Brasil na campanha para erradicação da poliomielite.

O Brasil não apresenta um caso de paralisia infantil há 24 anos. O último foi notificado na Paraíba, no ano de 1989.

Como funciona a vacinação contra pólio?

Crianças que tomam a vacina ficam protegidas da paralisia infantil. (Foto:Divulgação)

Veja a seguir como funciona o esquema de vacinação contra a paralisia infantil:

Crianças de 2 meses: vacina inativa injetável

Crianças de 4 meses: vacina inativa injetável

Crianças de 6 meses: vacina oral

Crianças de 15 meses: reforço oral

Sobre a Poliomielite

A poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil, é causada por um vírus que é transmitido através do contato entre as pessoas. Ao invadir o organismo de um indivíduo que não está devidamente imunizado, o agente infeccioso se multiplica na garganta e no trato intestinal. Ele é absorvido e espalhado pelo sangue.

Continuar Lendo  Frutas e verduras que aumentam o brilho dos cabelos

Hoje a pólio está mais controlada, mas ela já chegou a ser uma epidemia mundial. A contaminação pelo vírus normalmente acontece quando o indivíduo viaja para uma região onde a doença é comum, como é o caso de alguns países da Ásia e África.

Na pólio não paralítica, a pessoa apresenta cansaço excessivo, dores de cabeça, febre, irritabilidade, vômitos, sensibilidade muscular e lesões doloridas na pele. Já na versão paralítica os sintomas são mais agressivos, pois há dificuldades de respiração, sensibilidade ao toque e rigidez. Dependendo da intensidade, a pólio pode levar a paralisia total.

O tratamento para paralisia infantil inclui medicamentos e fisioterapia.

Top