Brasileiros criam expectativas para drogas antiobesidade

Um casal de cientistas brasileiros alcançou seu objetivo: matar a fome da gordura do organismo. A molécula criada por eles, consegue atacar de forma…

(Imagem: Foto divulgação)

Um casal de cientistas brasileiros alcançou seu objetivo: matar a fome da gordura do organismo. A molécula criada por eles, consegue atacar de forma privativa os vasos sanguíneos que sustentam o tecido de gordura. Sem esse auxílio determinante de nutriente, as células de gordura morrem.

Renata Pasqualini e Wadih Arap, os quais trabalham no Centro MD Anderson, na Universidade do Texas, apresentam resultados antecipados na revista especializada “Science Translational Medicine”.

O êxito, até o momento foi alcançado em três tipos de macacos: babuínos, resos e cinomolgos, Em média, os animais perderam 40% de sua gordura na realiazação do teste. Em sociedade com uma companhia farmacêutica que certificou a produção da molécula, o grupo está projetando testes em seres humanos nos EUA.

“É difícil prever quando isso vai acontecer. Dependemos das agências reguladoras, e o processo é naturalmente demorado, porque uma nova droga contra a obesidade teria uma demanda imensa e risco de uso impróprio”, afirmou Pasqualini.

É necessário levar em consideração, por exemplo, que a fórmula recente da substância afeta o trabalho dos rins. Embora sejam efeitos colaterais leves, que submergem quando a substância nao é mais fornecida, é preciso ter cuidado.

Segundo Pasqualini, o grupo por enquanto deve permanecer investindo em injeções subcutâneas, pois, elas beneficiam a liberação gradual da substância no organismo dos pacientes. “É uma abordagem muito interessante, e o trabalho deles é muito bonito”, elogia Halpern. “Mas vai demorar anos e anos para que isso chegue à aplicação clínica.”

Top