sexta-feira, 3 de fevereiro de 2023 - 03/02/2023 01:41:30
MundodasTribos

A Bexiga baixa conhecida como prolapso genital é dos problemas bastante comuns em mulheres com idade acima de 40 anos que tiveram filho ou filhos. Mas o que causa a bexiga baixa? Como prevenir? Esse artigo irá dar algumas dicas muito importantes, leia com atenção.

Bexiga baixa entenda o problema e como prevenir. (Foto: Divulgação)

O que este artigo aborda:

Bexiga baixa o que é e como prevenir?

Também chamada de prolapso genital, é um problema que afeta principalmente as mulheres com mais de 40 anos e que já tiveram uma gestação.

Não é apenas a bexiga que perde a sua sustentação, mas também outros órgãos da mesma região, como útero, intestino, uretra e reto. O prolapso genital é resultado da fragilidade que constitui o assoalho pélvico.

Existem diferentes níveis de bexiga baixa, sendo que a classificação é numa escala de 1 a 4. Nos primeiros estágios, o problema pode ser diagnosticado por meio de exame ginecológico, sem mesmo a paciente apresentar sintomas característicos. Já nos dois últimos níveis, a situação é mais grave, pois os órgãos já estão totalmente fora do lugar.

Bexiga baixa entenda o problema e como prevenir

A bexiga baixa requer tratamento cirúrgico. (Foto: Divulgação)

Existem diferentes causas de bexiga baixa, mas a principal delas é a gravidez. Quando está esperando um bebê, a mulher presencia o aumento de peso da sua barriga, que pressiona toda região abdominal.

O problema se torna ainda mais grave com as gestações sucessivas. O parto vaginal, quando não tem o acompanhamento de um obstetra, também pode resultar em prolapso genital.

Outras situações são responsáveis por afetar a musculatura da pelve e causar bexiga baixa, como é o caso das alterações hormonais desencadeadas pela menopausa e de algumas doenças neurológicas, como é o caso da esclerose múltipla.

O risco dos órgãos da região pélvica se exteriorizarem ainda é maior em casos de obesidade e tosse crônica.

O problema de bexiga baixa atrapalha a vida das mulheres, pois compromete o desempenho físico, a produtividade no trabalho, o convívio social e a sexualidade. Nos casos mais graves, o tratamento é cirúrgico. A cirurgia é responsável por restaurar a anatomia, restabelecer as funções dos órgãos e aliviar os sintomas.

Sintomas de bexiga baixa

Assim que os primeiros sintomas surgirem é necessário procurar um médico. (Foto: Divulgação)

Não há muitos sintomas de bexiga baixa, mas alguns sinais podem ajudar a diagnosticar o problema. As mulheres com prolapso genital têm a sensação de que há uma bola na vagina. Elas também sofrem com prisão de ventre, incontinência urinária e dor na pelve.

Tratamentos

Para bexiga baixa ou prolapsos graves quando a mulher tem problema a melhor forma de tratar é através de uma cirurgia. Ao fazer cirurgia procedimento é realizado para restaurar anatomia e a função dos órgãos aliviando os sintomas do paciente.

Esse tratamento ele pode ser realizado tanto para restaurar a posição da vagina quando as estruturas que deslocaram quanto por procedimentos que simplesmente fecham o canal vaginal impede que o órgão sai do corpo.

Caso a pessoa não queira fazer o tratamento através da cirurgia, a alternativa é o uso de um pessário. O pessário é um tipo de anel de borracha que sustenta o útero no lugar. Essa forma é um tratamento sem necessidade de cirurgia.

Outra forma é ficar de tratamento é quando o quadro da doença está no estágio inicial. No início é possível evitar o agravamento através de exercícios conforme mencionado. Os exercícios e Ajuda a fortalecer os músculos do assoalho pélvico e mostra mulher a forma correta de contrair.

Esses exercícios podem ser com uso de técnicas biofeedback, Qual é pedido a paciente que aperte relaxa a musculatura enquanto os registros dos movimentos são visualizados no computador. Outra forma de tratar a través da eletroestimulação O que são aplicados choques na proporção Correta que estimula a contração muscular.

Prevenção

Uma forma de prevenir prolapso genital é praticando exercícios perineais, principalmente se a mulher está planejando uma gravidez. Evitar os fatores de risco também é uma forma de prevenção, como é o caso do excesso de peso e da constipação. A prática de yoga ou pilates também pode ser de grande ajuda para minimizar as chances de bexiga baixa.

Procure identificar os sintomas de bexiga baixa, entenda o problema e como prevenir. Não deixe de procurar um médico para definir a melhor forma de tratamento.

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Isabella Moretti

Publicitária, pós-graduada em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais. É também empresária e CEO & Founder do ViaCarreira

1

Pode ser do seu interesse

Remédio para Depressão: Fluoxetina e Prozac

Remédio para Depressão: Fluoxetina e Prozac

Aparelhos de Pressão Casas Bahia

Aparelhos de Pressão Casas Bahia

Remédios caseiros para garganta inflamada

Remédios caseiros para garganta inflamada

Ultrassom 3D, Onde Fazer, Como Funciona

Ultrassom 3D, Onde Fazer, Como Funciona

USP criará banco de células-tronco para pesquisa de doenças crônicas

USP criará banco de células-tronco para pesquisa de doenças crônicas

Trombose Cerebral: O Que É?

Trombose Cerebral: O Que É?