As virtudes que credenciam o Botafogo a sonhar com o título brasileiro

Qualidade do elenco, força do Engenhão, defesa consistente e número a mais de jogos por fazer são as armas do time da estrela solitária para levantar o caneco

Por Redacao em 13/10/2011

Capitão da equipe, Loco Abreu já marcou nove gols no Brasileirão

A vitória do Botafogo diante do Corinthians por 2 a 0, no Pacaembu, encheu de confiança jogadores, comissão técnica e torcedores do clube carioca, que passaram a acreditar na possibilidade de conquistar o título brasileiro.

Mesmo com os recentes tropeços, quando chegou a ficar três rodadas sem vencer, o time da estrela solitária se manteve na parte de cima da tabela e atualmente ocupa a terceira colocação, com 49 pontos, e  um jogo a menos que os rivais, situação que coloca o Fogão como um dos fortes candidatos a levantar o caneco em dezembro.

Cinco motivos são favoráveis à equipe comandada por Caio Júnior e podem ser determinantes para o Botafogo conquistar o título do Brasileirão.

Força do elenco

Não é segredo para ninguém que em campeonatos de longa duração, como é o caso do Brasileirão, as equipes precisam dispor de um elenco numeroso e com qualidade, uma vez que as lesões e as suspensões são recorrentes durante o torneio. Nesse ponto, o Botafogo não fica devendo a nenhum concorrente ao título e possui jogadores acima da média em quase todos os setores da equipe, como Jefferson, Antônio Carlos, Cortês, Renato, Elkeson, Maicosuel e Loco Abreu. Dentro de campo, os jogadores têm comprovado a força do conjunto alvinegro. Tanto que nem mesmo as recentes convocações de Jefferson para a Seleção Brasileira, as lesões do zagueiro Antônio Carlos e do atacante Loco Abreu e os cartões foram suficientes para enfraquecer o alvinegro carioca.

Engenhão: a casa alvinegra

Um dos ingredientes essenciais para o bom desempenho no Brasileirão é aproveitar o fator casa. E isso, o Botafogo tem feito muito bem. Até a 29ª rodada, o Fogão atuou 13 vezes no Engenhão, estádio onde conquistou 10 vitórias, três empates e nenhuma derrota. Dos 39 pontos disputados, o Botafogo somou 33, num incrível aproveitamento de 84%. Para felicidade da nação alvinegra, até o término do Brasileirão é certo que a equipe ainda vai disputar mais cinco partidas em casa. Além desses, o clássico contra o Vasco, em que os cruzmaltinos são os mandantes, também poderá ser realizado no Engenhão.

Sistema defensivo eficaz

Com a terceira defesa menos vazada do Brasileirão, sofreu apenas 32 gols em 28 partidas, o sistema de marcação do Botafogo já mostrou ser bastante eficiente. E o mérito é dividido entre os zagueiros Fábio Ferreira e Antônio Carlos, os goleiros Jefferson e Renan, quando solicitado, e os volantes Marcelo Mattos e Renato, responsáveis em dar proteção à zaga. Em números, a defesa do Fogão só perde para a do Corinthians, que levou 30 gols, e para a defesa do Palmeiras, que foi vazada apenas 28 vezes.

Um líder muito Loco

Ídolo da torcida botafoguense, o atacante Loco Abreu goza de boa qualidade técnica e ainda por cima tem uma função essencial no grupo: liderar. Isso porque Loco é muito mais do que o capitão do time. Além de ser o líder dos jogadores dentro de campo, raramente se envolve em polêmica fora das quatro linhas e é admirado pelos companheiros. Na área, o centroavante dispensa apresentações. Neste Brasileirão já balançou as redes nove vezes.

Partida a menos

Na terceira colocação, com 49 pontos, o Botafogo tem uma grande vantagem em relação aos concorrentes diretos na luta pelo título nacional. Enquanto todas as equipes terão nove jogos a fazer até o fim do campeonato, o Fogão ainda vai realizar dez jogos, o que aumentam as chances de o alvinegro carioca assumir a liderança do torneio já na próxima semana, quando o Botafogo vai até a Vila Belmiro para enfrentar o Santos, em partida adiada da 21ª rodada.

Top