Para avançar à final do Mundial, Santos encara o Kashiwa Reysol, do Japão

O Santos inicia sua trajetória rumo ao tricampeonato mundial diante do Kashiwa Reysol, atual campeão japonês, nesta quarta-feira, às 8h30 (horário de Brasília), no…

Artilheiros, Borges e Neymar são as apostas ofensivas do Peixe no Mundial. (Foto/Divulgação)

O Santos inicia sua trajetória rumo ao tricampeonato mundial diante do Kashiwa Reysol, atual campeão japonês, nesta quarta-feira, às 8h30 (horário de Brasília), no Toyota Stadium, na cidade de Toyota, no Japão, pelas semifinais da Copa do Mundo de Clubes da Fifa.

Campeão da Libertadores da América e participando pela primeira vez do Mundial de Clubes desde que o torneio é organizado pela Fifa, o Santos aposta na força de seu conjunto e na estrela do craque Neymar para superar o Kashiwa e avançar para a grande decisão.

Diante dos japoneses, o técnico Muricy Ramalho deve escalar a mesma base da equipe que disputou a penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Sem poder contar com o volante Adriano, lesionado, Henrique deve ser o companheiro de Arouca no meio de campo, com Elano e Paulo Henrique Ganso um pouco mais adiantados na armação.

Artilheiro da última edição do Campeonato Brasileiro, o atacante Borges revela que o Santos não terá vida fácil diante do campeão japonês. “Joguei junto com o Jorge Wagner no São Paulo e assisti às duas partidas do Kashiwa Reysol. Os japoneses provaram a sua qualidade. Eu joguei no Japão e sei que não é fácil conquistar o título da J-League. Por isso, está claro que não podemos cometer nenhum erro se quisermos chegar à final”, analisou o goleador santista.

Dupla brasileira é a arma do Kashiwa

Vindo de uma cansativa batalha diante do Monterrey, no último domingo, em que garantiu sua classificação para as semifinais do Mundial nos pênaltis, o Kashiwa Reysol terá de driblar o cansaço para superar o Santos.

A principal arma da equipe japonesa, treinada pelo brasileiro Nelsinho Baptista, é justamente uma dupla brazuca. Trata-se dos meias Leandro Domingues e Jorge Wagner, referências da equipe no setor de meio de campo. Além disso, o Peixe terá de ter cuidado também com as investidas do lateral-direito Sakai e do ágil atacante Tanaka.

Leia Também:  Corinthians e Pacaembu: uma combinação perfeita

Ciente da difícil missão que terá pela frente, o técnico Nelsinho ressalta a importância de participar do Mundial de Clubes. “Procuro transmitir uma mentalidade de campeão à equipe. A participação na Copa do Mundo de Clubes foi uma grande motivação para nós para vencermos o título da J-League. Esta é uma experiência valiosa e uma grande honra para nós. Tudo é novo para os meus jovens jogadores. É a primeira vez que eles entram no grande palco do futebol internacional — e justamente contra o Santos. O clube brasileiro conta com jogadores excelentes, mas vamos procurar jogar como um conjunto”, finalizou o treinador.

FICHA TÉCNICA

KASHIWA REYSOL X SANTOS

Kashiwa Reysol: Sugeno; Kondo, Masushima, Hashimoto e Sakai; Otani, Leandro Domingues, Jorge Wagner e Kurisawa; Tanaka e Kudo. Técnico: Nelsinho Baptista

Santos: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno e Durval; Arouca, Henrique, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges. Técnico: Muricy Ramalho

 

Top