Apple paga US$ 60 mi para ter uso exclusivo do nome iPad

A Apple aceitou pagar a uma companhia chinesa US$ 60 milhões para colocar um fim numa ação judicial sobre o domínio do nome iPad.…

A Apple aceitou pagar a uma companhia chinesa US$ 60 milhões para colocar um fim numa ação judicial sobre o domínio do nome iPad. É o que revelou hoje o Tribunal Popular Superior de Guandgond, no sul da China.

A Proview esperava ter obtido uma quantia maior, mas se sentiu pressionada a colocar um fim à ação.

A chinesa Proview Technology é subsidiária da fabricante taiwanesa de telas LCD Proview, que vendeu até 2009 um monitor de computador denominado iPad. “O caso iPad está findado”, disse a corte de Guandong em um comunicado. “A Apple transferiu US$ 60 milhões para a conta da corte como solicitado na carta de mediação.”

Confira: Google Chrome para IPhone e iPad

A companhia que registrou a marca em oito países em 2000, alega que o acordo que vendeu os diretos para a Apple, em 2006, não abrangia a China, por se tratar de uma subsidiária independente da sede. A companhia instituída por Steve Jobs afirmava que o acerto era universal.

A Proview esperava ter obtido uma quantia maior, mas se sentiu pressionada a colocar um fim à ação, já que precisa quitar as dívidas, disse Xie Xianghui, advogado da companhia.

Xanghui disse que a Proview esperava ter acertado US$ 400 milhões e que, mesmo ganhando o caso, está declarando falência em um outra ação judicial. “Este é um resultado aceitável para ambos lados”, disse o advogado.

Confira também: Mercado de aplicativos fatura alto e divulga venda de programas

O acordo divulgado hoje deve colocar um fim às tentativas da Proview Technology de obstruir as vendas do tablet da Apple na China, seu segundo maior mercado global, atrás somente dos Estados Unidos.

Leia Também:  Vagas de Emprego na Contax

 

Top