Administração é o curso mais popular do país

Segundo os Dados do Censo da Educação Superior do ano passado, publicado no início da semana pelo MEC (Ministério da Educação), a área de…

Segundo os Dados do Censo da Educação Superior do ano passado, publicado no início da semana pelo MEC (Ministério da Educação), a área de Administração é a que possui maior número de universitários no pais, com 705.690. Logo em seguida, aparecem, Direito, com 694 mil, Pedagogia,  com 297 mil, Enfermagem, com 244,5 e Ciências Contábeis, com 244,2 mil  alunos matriculados.

De acordo com o secretário do MEC, Luiz Cláudio Costa, não é bom que haja centralização da formação em áreas específicas. “Isso não é bom para o desenvolvimento do país, nem vantajoso do ponto de vista social e econômico. Temos que continuar trabalhando por meio de mecanismos de oferta que incentivem a criação de novos cursos e permitam ao aluno ter melhor visualização das vagas disponíveis”, explica o secretário.

Ele cita como exemplo o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), programa criado em 2009, pelo MEC, o qual agrupa vagas disponíveis por diversas instituiçoes públicas de ensino superior e permite ao estudante concorrer uma delas usando a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

No ano passado, foram disponibilizadas cerca de 3 milhões de vagas pelas universidades públicas e privadas, em cursos presenciais, com  o dobro de alunos inscritos, nos vestibulares, em busca de uma delas. Entre os cursos com maior procura,  Direito teve 632 mil concorrentes, para  pleitear uma das 218 mil vagas oferecidas. Na segunda posição, vem Administração, com 617 mil acompanhado de Medicina, com 542 mil, Pedagogia com 268 mil e Enfermagem, com 257 mil estudantes inscritos.

De acordo com o secretário, houve um acréscimo de 45% na quantidade de estudantes que entraram nos cursos de Engenharia, área ponderada como estratégica pelo governo,  que lida com a deficiência de mão de obra qualificada. “Pode não haver vaga, no mercado de trabalho, para tanto administrador que está se formando e, ao mesmo tempo, o Brasil precisa de outras carreiras”, avalia Costa.

Leia Também:  Aprenda Como tirar sobrancelha

Top