500 mil aposentados têm direito a revisão do benefício

Cerca de 500 mil pessoas aposentadas no Brasil trabalham mesmo recebendo o beneficio, e tem direito de solicitar um novo cálculo da aposentadoria levando…

Aposentadoria pode ser revista pelo INSS (Foto: Divulgação)

Cerca de 500 mil pessoas aposentadas no Brasil trabalham mesmo recebendo o beneficio, e tem direito de solicitar um novo cálculo da aposentadoria levando em consideração o novo tempo de contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com o órgão, o reajuste seria possível somente se o aposentado dev9olvesse todo dinheiro que já recebeu do INSS. No entanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) vai definir, ainda esse ano, se será preciso fazer essa devolução.

Essa revisão do benefício pode ser aplicável a beneficiários do INSS que continuam a trabalhar e recolhem nova contribuição para a previdência. Para recuperar essa diferença foi criado o instituto da “desaposentação”. Segundo o INSS a chamada desaposentação trata-se da renuncia da atual aposentadoria para que, em seguida, um novo beneficio seja concedido, o ponto positivo é que o contribuinte deixa de receber um benefício menos vantajoso para conseguir outro adequado a sua situação atual.

Leia também: Simulação de Aposentadoria por Tempo de Serviço

Aposentados que continuam trabalhando podem pedir a revisão do valor da aposentadoria (Foto: Divulgação)

De acordo com a assessoria de imprensa do INSS, há 70 mil aposentados solicitando a revisão do beneficio na Justiça. Caso os 500 mil aposentados que continuam a trabalhar no Brasil busquem a diferença, o impacto desse novo cálculo será de R$ 2,8 bilhões por ano. No futuro, esse valor pode chegar aos R$ 49 bilhões.

Leia também: Aposentadoria para Donas de Casa

Alguns especialistas condenam a devolução do dinheiro para ter direito a aposentadoria corrigida. Para pedir o benefício com valor corrigido a pessoa deve estar aposentada e continuar trabalhando e contribuindo para o INSS. Porém, é recomendável que o aposentado procure um advogado para dar entrada no pedido.

Leia Também:  Dataprev - consulta beneficio INSS

Top