08 de outubro: Dia do Nordestino

No dia 8 de outubro comemora-se o Dia do Nordestino. Esta data é uma homenagem às pessoas que vivem no Nordeste ou deixam a…

No dia 8 de outubro comemora-se o Dia do Nordestino. Esta data é uma homenagem às pessoas que vivem no Nordeste ou deixam a região para se deslocar até o Sudeste com o objetivo de conquistar uma vida melhor.

O nordestino é corajoso, determinado e com rica bagagem cultural. (Foto:Divulgação)

A Região Nordeste possui uma história belíssima, que contribuiu muito com a diversidade cultural do país. Ela é formada por nove estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. De acordo com dados do IBGE, a região Nordeste é a terceira maior em matéria de território.

No início da colonização, o Nordeste era habitado por povos indígenas, que extraíram muito pau-brasil das terras nordestinas. Além de brancos e índios, a região também teve forte influência dos negros, que chegaram principalmente na época da exploração do açúcar, através do tráfico negreiro.

Saiba mais: Festas juninas no Nordeste 2012

A cultura do Nordeste Brasileiro

A cultura nordestina é muito rica, sendo marcada pela pluralidade. Existem vários festejos que se destacam na região, como a festa de carnaval de Olinda, o São João de Caruaru. O ‘bumba meu boi’ também é uma marca cultural da região que faz muito sucesso entre os habitantes.

O rosto de um sertanejo. (Foto:Divulgação)

Além de eventos festivos, o Nordeste também apresenta outros aspectos culturais marcantes. A região tem como herança dos escravos africanos a capoeira, considerada uma modalidade de luta com dança que conquistou adeptos principalmente nos estados de Pernambuco e Bahia. Outra dança que faz parte da bagagem cultural do nordeste é o frevo.

No que diz respeito à religião, o candomblé ganhou força entre os nordestinos. O culto de origem africana recebeu influência dos brancos, mas continua a difundir suas crenças entre os habitantes da região.

Leia Também:  Brasileiros procurados pela Interpol: quem são

Entre as manifestações culturais do povo nordestino, vale ressaltar a literatura de cordel, caracterizada por pequenos livros, escritos em prosa ou verso, para contar histórias relacionadas à região. A cultura do Nordeste também está bem representada através do artesanato criativo e de muito bom gosto.

Veja também: Comidas Típicas da Região do Nordeste

O perfil do nordestino

Paulo Freire, um dos maiores pensadores sobre pedagogia, era nordestino. (Foto:Divulgação)

Ao longo do tempo, um estereótipo foi formado para definir e generalizar o nordestino. Quando se fala a respeito deste povo, as pessoas logo se lembram da intensa batalha contra a seca que prevalece na caatinga. Alguns também criam a imagem do nordestino festeiro e despreocupado, que pula Carnaval o ano todo e vive na praia. Estes estereótipos são responsáveis por criar diversos preconceitos, principalmente entre os habitantes do Sudeste que precisam conviver com os ‘paraíbas’ e ‘baianos’.

Embora o povo nordestino seja lembrado constantemente por causa da sua desgraça (a miséria do sertão), ele é muito mais do que isto, pois continua contribuindo com a formação do Brasil, seja cultural como também intelectual. Para romper com os estereótipos, vale lembrar que muitos intelectuais brasileiros nasceram no Nordeste, como Jorge Amado, Augusto dos Anjos, Ruy Barbosa, Rachel de Queiroz, Paulo Freire e José de Alencar.

Top