Menu

Saúde

Atualizado em 29 de julho de 2011, às 18:20 por Editorial MDT
Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar > Bico de Papagaio – Como tratar

O bico de papagaio, mais conhecido entre a comunidade médica como osteofitose, é uma formação óssea anormal que acontece nas proximidades das articulações vertebrais. Isso causa fortes dores na coluna e a limitação dos movimentos. O bico de papagaio tem esse nome porque, quando exposta ao raio-X, essa formação óssea é parecida com um bico. Ela se forma por causa da ausência da cartilagem, que é uma espécie de amortecedor entre os ossos. Por isso, os ossos têm contato direto entre si, o que causa o choque e a dor intensa em determinadas posições.

Tratamentos para o Bico de Papagaio 4 Bico de Papagaio   Como tratar

As principais causas do aparecimento do bico de papagaio são o excesso de carregamento de peso, a má postura, o sedentarismo, o sobrepeso e os fatores genéticos. Por isso, o melhor a fazer contra o bico de papagaio é prevenir o seu aparecimento. Sendo assim, não deixe que o seu peso fique muito além do normal, mantenha uma boa postura, principalmente ao trabalhar com computadores e exercite-se constantemente.

Entretanto, se você não se preveniu e o bico de papagaio é um companheiro presente, leia sobre os principais tratamentos para bico de papagaio nesse artigo.

Os ortopedistas geralmente receitam anti-inflamatórios e relaxantes musculares para os momentos em que a dor for mais aguda, afinal, somente quem sofre dessas dores sabe o quanto elas incomodam. Assim, ao ingerirem esses medicamentos, os portadores dessa dor inconveniente deixam de sofrer dela pelo menos por algumas horas. No entanto, os remédios não são o suficiente, pois é preciso usar outros métodos para que as dores cessem ou diminuam sem a ajuda de drogas.

Nesse caso, as sessões de RPG (Reeducação Postural Global) são essenciais para a correção da postura. Esse método da fisioterapia é aplicado de acordo com as necessidades de cada paciente, pois cada organismo responde de maneira diferente às agressões do dia a dia. Essa técnica trata o corpo como um todo, englobando os sistemas muscular, sensitivo e esquelético e busca tratar individualmente os músculos diferenciados na estrutura total.

Tratamentos para o Bico de Papagaio 1 Bico de Papagaio   Como tratar

O Pilates é outra técnica que, com exercícios físicos, é capaz de amenizar as dores causadas pelo bico de papagaio. Além de manter os músculos saudáveis e bonitos, o Pilates fortalece os músculos, alonga os músculos atrofiados e faz com a mobilidade seja melhorada. Os movimentos são feitos vagarosamente para que o praticante tenha consciência do seu corpo. Como a retidão da postura é essencial para os exercícios, as dores do bico de papagaio são amenizadas com muito sucesso caso o Pilates seja praticado constantemente.

Tratamentos para o Bico de Papagaio 2 Bico de Papagaio   Como tratar

A hidroginástica é uma técnica que usa exercícios físicos feitos na água. Desse modo, os movimentos ficam fáceis de serem feitos, porém, o esforço feito pelo corpo é até maior. Assim, os exercícios da hidroginástica fazem com que os ossos da coluna não se esforcem mais que eles suportam e as dores podem ser cessadas, já que a postura é corrigida.

Tratamentos para o Bico de Papagaio 3 Bico de Papagaio   Como tratar

Esses tratamentos para bico de papagaio não são nenhum milagre. Por isso, é preciso muita força de vontade e disposição para acabar com essas dores incômodas. Os remédios devem ser tomados apenas em situações extremas, quando a dor tornar-se insuportável. Em outros casos, os exercícios físicos são as técnicas mais indicadas para a melhora do bico de papagaio.

Conteúdo avaliado com média:
A categoria Saúde do portal Mundodastribos.com é um espaço informativo de divulgação e educação sobre os temas relacionados à saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento, sem antes consultar um profissional de saúde.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.