Menu

Futebol

Atualizado em 11 de maio de 2012, às 9:34 por Élida Santos
Você está em: MundoDasTribos > Esportes > Neymar e companhia emplacam oito contra Bolívar

Objetos jogados em campo, faltas duras e má recepção da torcida adversária em jogo em La Paz motivou a equipe santista nessa quinta-feira.
444320 Neymar e companhia emplacam oito contra Bol%C3%ADvar 2 Neymar e companhia emplacam oito contra BolívarSantos vence mais uma (Foto: Divulgação)

Na partida anterior em que Santos e Bolívar se enfrentaram, Neymar deixou o campo declarando: “Lá em Santos eles vão ver. O jogo não tem só 90 minutos”. Nervoso com excesso de faltas dos adversários e com a falta de marcação do juiz, a joia santista ainda foi alvo de uma laranja jogada pela torcida do Bolívar. Para “ajudar” o Santos não conseguiu jogar aquele futebol que todos estão acostumados, sendo prejudicado pela altitude de La Paz.

Muito motivados a mostrar para os adversários que na Vila Belmiro quem manda é o alvinegro, todos os jogadores entraram para vender. A torcida compareceu e, inclusive, escreveu faixas em espanhol mandando recados para os oponentes. Como Muricy Ramalho solicitou aos torcedores muita educação e respeito, ao contrário do que foi feito com o Santos na altitude, nada foi jogado no campo e os gritos dos torcedores foram a resposta para os mal-educados de La Paz.

Leia também: A quinta edição de A Fazenda começa em 30 de maio

444320 Neymar e companhia emplacam oito contra Bol%C3%ADvar Neymar e companhia emplacam oito contra BolívarSantos mostra garra e vence de 8 a 0 (Foto: Divulgação)

Além do exemplo da torcida santista, o time entrou com muita garra e vontade de fazer a diferença. Neymar, Ganso, Borges, Arouca e os demais atletas jogaram em busca de um placar positivo. Com 30 minutos de jogo cinco gols tinham acontecido, sendo que um foi de letra. Sim, Ganso está de volta. Ele mais uma vez mostrou que apesar da irregularidade de seu desempenho é um camisa 10, o maestro da baixada.

Como dizem os mais velhos: cinco vira 10 acaba. Com esse pensamento o Santos voltou para o jogo. No segundo tempo Muricy revolveu poupar alguns jogadores para a partida desse domingo, onde o Santos vai encarar o Guarani. Mas a joia do time ficou em campo, queria mais. E com oito gols a partida foi encerrada.

Leia também: Pesquisadores podem ter descoberto vacina universal contra gripe

“Quando o Santos joga bola, não tem para ninguém. Estávamos mordidos e devolvemos na bola. O Santos não sabe brigar ou guerrear, viemos para jogar e devolver na bola tudo o que fizeram lá”, disse Neymar após partida.

O Bolívar foi um adversário que honrou a camisa que veste. Não deu pontapés, nem tão pouco procurou briga após a partida. Saíram de campo derrotados, mas não deixaram de ser profissionais. O time procurou ao menos um gol, mas o sistema defensivo do Santos também trabalhou muito bem e não deixou a bola passar. Com Rafael de baixo das traves, Edu Dracena e Durval como xerifes da defesa, o alvinegro da Vila Belmiro garantiu a classificação com louvor. Agora o novo confronto será contra o Vélez Sarsfield-ARG.

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL

Ao subscrever nossa newsletter, passar receber nossos artigos por email e informações sobre os nossos passatempos. É gratuito e sem spam.