Menu
Você está em: MundoDasTribos > Coceira no couro cabeludo: como tratar

A coceira no couro cabeludo pode ter várias causas. Saiba como tratá-las.
 

O normal de nossas cabeças é que elas não cocem demais. Uma vez ou outra, é comum sentir uma coceirinha, como em qualquer outra parte do corpo; no entanto, coceiras que persistem e incomodam demais devem ser verificadas.

Saiba como tratar este problema em: Como combater piolhos e lêndeas

Coceira no couro cabeludo: como tratar

 

A primeira desconfiança da grande maioria das pessoas é de que estejam com piolhos. Neste caso, o tratamento costuma ser simples: o famoso pente fino e remédios que exterminem os parasitas. No entanto, algumas coceiras no couro cabeludo podem ser sinal de outros problemas que, geralmente, são mais incômodos e exigem tratamentos mais prolongados.

Em crianças, leia: Seu filho está com piolho: saiba o que fazer

A coceira não é nada agradável (Foto: Divulgação)

O problema mais comum e que se manifesta com coceiras muito incômodas, seguidas de descamação do couro cabeludo, é a dermatite seborreica. A descamação é a famosa caspa.

Nosso couro cabeludo, assim como todo o resto do nosso corpo, possui uma proteção natural. Esta proteção se dá pela produção de oleosidade (pelas glândulas sebáceas), aliada à produção de suor (as glândulas sudoríparas). As duas famílias de glândulas trabalham em conjunto, de forma equilibrada. Estas glândulas, juntas, compõem o nosso manto hidrolopídico, que é a nossa proteção natural. Quando estas glândulas se “atrapalham” e deixam de completar, umas as outras, ocorre, então, um desequilíbrio, nesta nossa proteção. O resultado são os problemas no couro cabeludo, que se manifestam, primeiramente, pela coceira.

A cauda da dermatite seborreica é a produção excessiva de óleo ou a presença de um fungo – Pityrosporum ovale. Este fungo também é responsável pela caspa. Ou seja, o trabalho excessivo das glândulas sebáceas entope e poros e torna-os suscetíveis a inflamações. A superfície do couro cabeludo passa a apresentar manchas vermelhas, coceira e muita oleosidade.

Manchas vermelhas (Foto:Divulgação)

Como tratar a coceira

– Não pense que água quente vai ajudar a resolver o problema; pelo contrário, irá agravá-lo. O uso de produtos inadequados também irá piorar a coceira e a inflamação.

– Evite coçar seu couro cabeludo, com essa ação você faz com que seu couro solte peles do seu couro que farão a coceira aumentar ainda mais podendo até provocar uma pequena lesão.

– Não fique com o cabelo suado por muito tempo. Após alguma atividade física que você ficou com o cabelo suado, lave-o na primeira oportunidade com xampús e condicinadores apropriados.

– Os xampus que contêm vitamina B5 e zinco auxiliam no aumento da resistência das fibras e diminuem a coceira e a vermelhidão.

– O própolis também é um aliado, pois combate as bactérias e promove a cicatrização.

– Os dermatologistas costumam recomendar a lavagem diária dos cabelos, com produtos próprios para o problema. Esta lavagem deve ser feita, sempre, com água fria.

– Outro aliado é o sol, mas em quantidade moderada. O correto é tomar banhos de sol com frequência, porém, não em excesso.

– Finalmente, a higienização de bonés, toucas e capacetes se faz imprescindível, no combate aos fungos.

Caspas (Foto: Divulgação)

Como Prevenir Coceira no Couro Cabeludo

Estes são os tratamentos para os casos mais comuns de coceiras no couro cabeludo. Os detalhes de cada produto devem ser dados por um dermatologista. Portanto, se você notar os sintomas descritos acima, procure um médico e oriente-se sobre os procedimentos adequados.

 

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL