Search

Auxílio-funeral: o que é

O auxílio-funeral é destinado aos dependentes para arcar com as despesas referentes ao falecimento.
Google plus

As empresas e órgãos públicos oferecem uma série de benefícios para os seus colaboradores. Entre os mais inusitados, vale ressaltar o auxílio-funeral, que consiste numa remuneração para arcar com os gastos que envolvem o falecimento de um servidor.

O auxílio-funeral é pago ao cônjuge, aos filhos, pais ou irmãos. (Foto:Divulgação)

O auxílio-funeral é uma forma de amenizar um dos momentos mais difíceis da família, que pode não ter dinheiro para arcar com as despesas do velório, caixão, flores, cortejo e sepultamento.

Entenda o auxílio-funeral

O auxílio-funeral é um benefício que está previsto art. 226 da Lei 8112/90. Ele tem como objetivo prestar assistência financeira à família do servidor falecido. Normalmente o dinheiro é usado para arcar com as despesas do funeral.

O valor do auxílio-funeral corresponde a um mês de remuneração do servidor falecido e será pago ao cônjuge. Na falta de um companheiro, o benefício vai para quem conseguir provar uma ligação próxima com o falecido através de pelo menos três documentos.

O dinheiro deve ser usado para pagar as despesas do funeral. (Foto:Divulgação)

O benefício póstumo deve ser solicitado pela família o quanto antes após o falecimento do servidor, afinal, ele prescreve em cinco anos a partir da data de óbito.

Cada empresa ou órgão público trabalha de uma forma para liberar o auxílio-funeral. Normalmente é necessário apresentar uma série de documentos que comprovem a situação, como cópia da certidão de óbito, comprovante de despesas com o funeral e RG e CPF do requerente.

Pensão por morte, outro benefício póstumo

A pensão por morte é um benefício previdenciário pago aos dependentes do segurado falecido. A assistência financeira normalmente vai para o cônjuge e os filhos não emancipados menores de 21 anos. Dependendo da situação familiar do falecido, a pensão também pode ir para os pais ou para os irmãos.

Quando o segurado morre, sua família não fica desamparada. (Foto:Divulgação)

Para solicitar a pensão por morte, é necessário acionar a central de atendimento através do telefone 135. Outra forma oferecida pela previdência é através do site DATAPREV, que permite fazer o requerimento online.

O beneficiário da pensão por morte vai marcar um dia de atendimento em uma Agência da Previdência Social. Na data, ele deve apresentar uma série de documentos para ter direito a assistência.

O valor da pensão por morte pode ser acumulado com seguro desemprego, auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria e salário-maternidade. Se a pessoa que recebe a pensão por morte se casar novamente, ela não perde o direito ao benefício, mas também não pode acumular a pensão referente a outro cônjuge.

 


Google plus


Este artigo possui 1 comentário

  1. leila dos santos
    Publicado em 09/01/2014 às 1:02 PM [+]

    queria sabe se meu filho tem direito de resebe a pançao da minha mae ela morava com agenti ele e espesial etem 16 anos

Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...

Antes de enviar um comentário, verifique seu conteúdo. Comentários que violem os Termos de Uso e Condições de Navegação do Portal mundo das Tribos e as leis em vigor poderão ser removidos pelo Portal Mundo das Tribos, sem prejuízo da adoção das medidas legais cabíveis pelo Portal.

Política de privacidade
Termos de uso e condições do site


Top