Tipos de alergia – O frio pode piorá-las

Quem é alérgico costuma sofrer muito mais no inverno. Quando chega o inverno, as crises alérgicas respiratórias costumam piorar, e os sintomas são bem…

Quem é alérgico costuma sofrer muito mais no inverno. Quando chega o inverno, as crises alérgicas respiratórias costumam piorar, e os sintomas são bem conhecidos: tosse, coriza, espirros, falta de ar. Existem pessoas que são tão sensíveis ao frio que desenvolvem alergia na pele tendo muita coceira e irritação.

As alergias do inverno atacam qualquer pessoa (Foto: Divulgação MdeMulher)

As alergias do inverno atacam qualquer pessoa (Foto: Divulgação MdeMulher)

Como ocorre a alergia ao frio?

A alergia nada mais é do que substâncias estranhas no corpo. Elas podem estar presentes na atmosfera, nas plantas ou alimentos, as mais comuns aqui no Brasil são os ácaros. Algumas pessoas podem ser predispostas geneticamente para desenvolver o problema. O frio tem tendência de piorar a vida das pessoas que são alérgicas.  Geralmente a alergia se desenvolve após uma doença de longo prazo onde ocorreu o uso de antibióticos, pois a saúde fica mais vulnerável e os anticorpos estão fracos.

Tosse, nariz entupido, erupções na pele podem ser sintomas de alergia ao frio (Foto: Divulgação MdeMulher)

Tosse, nariz entupido, erupções na pele podem ser sintomas de alergia ao frio (Foto: Divulgação MdeMulher)

Diferença entre crise alérgica e resfriado

É muito comum as pessoas confundirem crise alérgica com resfriados. A crise alérgica surge subitamente, porém, não é contagiosa, não causa febre, não compromete o estado geral do paciente e costuma ter duração variável, dependendo da intensidade e frequência de exposição aos alérgenos. Já o resfriado é causado sempre por um vírus.

As crianças são as mais atingidas por doenças alérgicas ao frio (Foto: Divulgação MdeMulher)

As crianças são as mais atingidas por doenças alérgicas ao frio (Foto: Divulgação MdeMulher)

Os its das pessoas alérgicas ao frio

Geralmente quem é alérgico ao frio sofre com todos os “its” como, por exemplo, rinite, amigdalite, sinusite, bronquite, entre outras. O que ocorre é que as defesas do sistema imunológico do organismo estão muito baixas e desencadeiam todas essas complicações. Em alguns casos mais graves é preciso buscar internação hospitalar. No inverno os hospitais e as emergências tendem a ficar superlotados com pessoas que sofrem com as alergias de inverno, pois elas, em sua maioria sentem falta de ar e precisam fazer nebulização e usar o oxigênio.

As pessoas alérgicas ao frio podem sofrer com dores de cabeça (Foto: Divulgação MdeMulher)

As pessoas alérgicas ao frio podem sofrer com dores de cabeça (Foto: Divulgação MdeMulher)

A Rinite alérgica é a mais comum no inverno

Entre todas as alergias do inverno a Rinite alérgica é a que mais ataca as pessoas. Ela está entre as 5 doenças crônicas, mais comuns que acometem as pessoas. As crises tendem a ocorrer, aqui no Brasil nos meses de junho e julho, quando o ar é mais seco e as temperaturas mais frias. As crianças são os maiores afetados pela doença, em média de 40%. A Rinite alérgica nada mais é do que uma inflamação na mucosa do nariz que ocorre quando a pessoa entra em contato com algo que produz alergia.  Hoje em dia existe inúmeros tratamentos para pessoas alérgicas, no entanto é preciso saber todos os tipos de alergias ou de produtos, microrganismos que dão alergia. Para o tratamento é preciso procurar um especialista.

Leia Também:  Alergia na pele: como tratar

Top