Segurança online: qual a melhor forma de proteger seu computador?

Segurança online: qual a melhor forma de proteger seu computador?

Para combater o contínuo avanço da pandemia provocada pelo Coronavírus (COVID-19), todos nós devemos ser responsáveis o suficiente para ficar em casa e cumprir…

Por Lucas em 28/04/2020

segurança online

Para combater o contínuo avanço da pandemia provocada pelo Coronavírus (COVID-19), todos nós devemos ser responsáveis o suficiente para ficar em casa e cumprir com o isolamento social por tempo indeterminado. 

Com isso, muitas pessoas já estão trabalhando de maneira remota (o que é possível quando conseguem adotar o sistema de home office), e outras que estão com o tempo livre acabam usando mais a internet do que antes!

Mas, como manter a segurança digital em casa? Ainda que o trabalho remoto seja a saída para enfrentar essa situação e o uso da internet seja maravilhoso para evoluirmos com cursos via plataformas digitais, para nos movimentarmos fazendo exercícios físicos com aulas online, para atualizar as redes sociais, para acompanhar as notícias e outras atividades, é preciso ficar atento com outros problemas que estamos submetidos ao usar a rede! 

Alguns exemplos do que devemos nos preocupar são as possibilidades de vazamento de dados, contaminação de vírus no computador/celular, perda de arquivos ou até prejudicar todo sistema interno do equipamento. 

Pois é! Não estamos livres de ataques em nenhum desktop, notebook ou dispositivo móvel nem em momentos delicados! 

O que fazer para estar protegido?

Este momento é mais do que propício para que tomarmos medidas adequadas como proteção. Algumas alternativas rápidas e eficientes são: senhas fortes, baixar antivírus (caso ainda não tenha feito), bem como atualizar o firmware e o software para versões mais recentes disponíveis! 

Como ter uma rede tão segura quanto de uma empresa?

Partindo do pressuposto que uma rede doméstica é menos segura do que uma corporativa, as recomendações apresentadas acima são muito importantes! 

Inclusive, quando falamos em instalar antivírus, o ideal é colocar essa ação em prática no catodo e qualquer dispositivo utilizado para trabalho (inclusive os celulares). 

Além disso, existem outras medidas gerais que podem aumentar o nível de segurança online da sua casa. Confira:

  • Certifique-se de que não está usando a senha padrão em seu roteador (senha que veio do fabricante), porque se estiver, provavelmente é um código conhecido e que pode facilitar os ataques cibernéticos de pessoas com intenções ruins;
  • Adote o uso de VPN – para quem está trabalhando de casa, a melhor forma de proteger os dados da empresa é criando uma espécie de túnel entre você e o servidor da sua companhia. Dessa forma, fica mais fácil de impedir que invasores entrem em sua rede, além de não perder o acesso a documentos que ficaram no computador da empresa (se for necessário usá-los para alguma coisa);
  • Atualize os aplicativos do seu computador;
  • Evite o uso de pen-drives e HD’s externos, uma vez dispositivos externos são porta de entrada para diversas infecções. Nesse caso, seguimos o ditado que é melhor prevenir do que remediar; 
  • Pegue o hábito de realizar backups em dados armazenados na nuvem constantemente – e se não faz uso da nuvem, é um bom momento para começar; 
  • Busque soluções de proteção extra contra spam e phishing. Normalmente são oferecidos pelas empresas de antivírus;
  • Deixe ativa a criptografia do dispositivo sempre. 

Priorize a sua segurança!

Diante de tudo isso, uma coisa é certa: o mundo nunca mais será o mesmo! O experimento social/profissional de ficar em casa, de se adaptar ao home office,  está ensinando grandes lições a todos nós, e não estamos falando só das questões morais. 

Vendo algo pelo lado positivo, estamos quebrando toda má impressão do trabalho remoto, que foi criada pelo fato de seguirmos o modelo padrão. Também dá pra ver que é possível estudar, treinar, se informar e explorar muito o mundo virtual positivamente!

Sendo assim, percebemos que não podemos presumir e esperar o pior da dinâmica digital. Isso pode contribuir em todos os sentidos de maneira eficaz! Mostra também que a facilidade que podemos ter para para se adaptar ao novo. 

De alguma forma, todos nós estamos reaprendendo a conviver de uma forma inédita, prezando por bens comuns!

Nada será como antes dentro das empresas, de escritórios, de fábricas e dentro de casa. Estaremos mais evoluídos digitalmente.

Top