Ronaldo Fenômeno anuncia aposentadoria

  O ano de 2011 estará marcado para sempre na história do futebol, e desta vez não será por um grande feito, e sim…

Por Redacao em 27/12/2011

 

O ano de 2011 estará marcado para sempre na história do futebol, e desta vez não será por um grande feito, e sim pela aposentadoria de um gênio na bola, o fenômeno Ronaldo. Não é que a aposentadoria tenha pegado os fãs de Ronaldo de surpresa, pois o constante ganho de peso e as seguidas lesões  anunciavam  o término de sua carreira, mas, todos queriam ver um pouco mais do Ronaldo em campo.

Apesar de ter virado ídolo para os torcedores Corintianos, quase que a história de amor, entre jogador e torcida, não acaba tão bem assim. Em 2010, além de jogar poucas partidas, devido as lesões e dores, a eliminação do Corinthians na pré-libertadores foi uma decepção para os torcedores e o que faltava para o fenômeno pendurar as chuteiras de vez. Entretanto, os torcedores reconhecem que ter Ronaldo no time foi histórico, e ver o fenômeno encerrando a carreira no Timão, com direito a declarações de amor eterno ao clube, deixa a maior parte dos corintianos orgulhosos.

Foi, exatamente, no dia 14 de Fevereiro de 2011 que Ronaldo anunciou, em uma coletiva de imprensa, a sua aposentadoria. Mesmo afirmando que ama o futebol e que abandonar algo que o faz feliz é muito doloroso, o fenômeno alegou que as dores musculares, e constantes lesões o fizeram chegar à decisão de desistir, de fato e de vez, pois outros rumores, sobre sua aposentadoria, haviam surgido anteriormente.

Como a carreira de Ronaldo nunca deixou de ser polêmica, na aposentadoria não seria diferente. O craque anunciou que um dos motivos para estar se aposentando seria uma doença chamada Hipotiroidismo, classificada como um distúrbio que desacelera o metabolismo, e impede, ou dificulta a perda de peso. Essa foi à razão pela qual Ronaldo atribuiu sua luta frustrada contra a balança, pois evitava o tratamento, devido à medicação ser reconhecida como doping para o esporte. Em controversa, o médico do Corinthians, último clube do fenômeno, negou que ele estava com a doença, e alguns médicos garantem que o tratamento não seria confundido com doping, além de que, mesmo se Ronaldo estivesse com a doença, ela não faz com que o paciente engorde, e sim dificulta o emagrecimento.

Ainda na coletiva de imprensa, Ronaldo define o seu sentimento sobre o fim de sua carreira: “Depois de mais uma lesão, eu refleti muito em casa e decidi que era o momento. Que não ia esperar mais e tinha realmente dado o máximo, que eu nunca imaginei que poderia chegar. É muito duro abandonar o que te deixa feliz, tem tanto amor e poderia seguir, porque mentalmente e psicologicamente ainda quero muito. Mas também tenho que assumir algumas derrotas. Eu perdi para o meu corpo.”

O Ronaldo tem uma carreira brilhante no futebol, como poucos tiveram, foi o principal jogador da copa do mundo de 2002. Mesmo com o fracasso de 1998, e a incerteza de um desempenho a altura de seleção brasileira, Ronaldo provou  porquê era chamado de fenômeno e até hoje é o maior artilheiro da história das copas do mundo. Sem contar que jogou nos principais clubes do mundo, e mesmo após graves lesões, continuou fazendo história para o futebol brasileiro e mundial.

Como não poderia ser diferente, a despedida de Ronaldo aconteceu em um amistoso de seleções, Brasil x Romênia, no Pacaembu. Mesmo sem marcar nenhum gol na partida, Ronaldo emocionou o Brasil e agradeceu pelo apoio que recebeu dos torcedores brasileiros, durante toda sua carreira.

Top