Renda Cidadã: Como Funciona, Cadastro

Isabella 01/11/2021 Programas do Governo

O Governo do Estado de São Paulo possui um programa de transferência de renda para auxiliar a população que tenha dificuldades financeiras severas. Esse programa é chamado de Renda Cidadã, e existem relativamente poucos paulistas que sabem dele: a maioria acaba se focando no Bolsa Família, que é muito mais conhecido.

Tenha em mente que o program avalia rigorosamente os indivíduos assistidos pelo programa. Além disso, quem pede essa assistência tem de participar de algumas iniciativas estaduais para a melhora da condição de vida.

Continue lendo para saber como funciona o renda cidadã e quem tem direito a receber.

Como funciona o programa renda cidadã?

Renda Cidadã é um programa de complemento de renda exclusivo para quem mora no Estado de São Paulo.

Lembrando que não é preciso ser paulista de nascimento, mas é necessário comprovar residência fixa no Estado, seja nas áreas interioranas, nas metropolitanas ou nas litorâneas.

Além disso, o Renda Cidadã é atrelado a outros projetos estaduais de melhoria de vida, como o Apoio à Formação e à Capacitação e o Serviço Socioeducativo.

Quando a pessoa dá entrada para receber o benefício do Renda Cidadã, ela é informada de que tem de participar dessas medidas.

Dessa forma, o objetivo do governo de São Paulo não é apenas de contribuir com dinheiro, mas também com o desenvolvimento da família.

Requisitos para participar do Renda Cidadã

Para poder ter direito a receber Renda Cidadã, a renda per capita da família não pode passar de metade do salário mínimo.

Caso haja crianças de até quinze anos na família, é obrigatório que a frequência escolar de cada uma seja de 75% ou mais, não havendo exigências referentes ao rendimento, ou seja, às notas. Outro ponto importante é a obrigatoriedade de que as crianças tenham a sua carteira de vacinação atualizada.

Esses são os critérios para que uma família possa pedir o Renda Cidadã, mas existem outros pontos que fazem com que algumas pessoas tenham prioridade para receber o benefício. São eles:

  • Ter menor renda per capita;
  • Ter maior quantidade de pessoas menores de idade;
  • Ter idosos com sessenta anos ou mais;
  • Ter pessoas que portam deficiências mentais ou físicas;
  • Índice de Vulnerabilidade Social Familiar mais alto: isso quer dizer que a família reside em uma zona de perigo, sem saneamento e outros contextos;
  • Ter mulher como chefe da família;
  • Ter alguém em medida socioeducativa;
  • Ter alguém que seja egresso do sistema prisional.

O Governo do Estado de São Paulo primeiramente atende a essas pessoas com situação financeira e social mais grave.

Em seguida, passa para os outros solicitantes que tenham a renda per capita indicada.

Como fazer o cadastro no Rendã Cidadã

Assim como acontecia com o Bolsa Família, o Renda Cidadã deve ser solicitado em um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS); se a cidade não tiver um, o indivíduo pode se cadastrar no da cidade vizinha.

Os documentos para solicitar o auxílio são:

  • Documento de identidade com foto (deve ser de todos os membros da família);
  • Comprovante de matrícula de todos os que tiverem menos de 18 anos e ainda não terminaram a escola;
  • Comprovante de renda: ele não é obrigatório porque muitos paulistas não o possuem. Se a família for apresentá-lo, ele deve ser o mais recente possível;
  • Carteira de vacinação de todos os menores de idade: como já citado neste artigo, todas as vacinas precisam ter sido recebidas e, se falta alguma, recomenda-se ir ao posto de saúde para regularização antes de buscar o CRAS.

Já as pessoas que não têm um CRAS na cidade e não podem ir à região vizinha podem pedir o Renda Cidadã ligando para 156.

A ligação pode ser feita a qualquer hora, e é indicado estar com todos os documentos acima à mão, caso o atendente os peça.

Deve-se ressaltar que não há tarifa alguma para ligar para o 156, e que a ligação pode ser de qualquer telefone.

Valor do Benefício

Saiba que valor pago todos os meses é de R$ 80,00, e esse é um dos maiores pontos de diferença entre essa iniciativa e o Bolsa Família, no qual o benefício mais baixo é de R$ 89,00.

Os moradores do Estado de São Paulo só podem receber o Renda Cidadã por até três anos.

Além disso, o governo faz uma espécie de auditoria anual para que as pessoas que passaram da renda per capita exigida sejam excluídas.

O esperado é que os assistidos por essa iniciativa já não precisem dela depois dos três anos máximos.

Gostou das informações? Deixe o seu comentário.

Outros artigos

Transportadoras em Campinas SP, Cargas

25/11/2010

Transportadoras em Campinas SP, Cargas

Transportadora de cargas em Campinas SP, seguem algumas dicas para que vocês possam solicitar serviços de empresas em que já são conceituadas e também prestam os...

Perder Peso com Pholia Negra

03/07/2011

Perder Peso com Pholia Negra

Perder peso hoje em dia virou questão de honra! Queremos sempre estar dentro do nosso peso comum e estar por assim, bem conosco mesmo, e bem com o nosso físico. ...

Itaú Financiamentos, Planos, Benefícios

18/02/2011

Itaú Financiamentos, Planos, Benefícios

O maior banco privado do Brasil é o Itaú. E sua participação na economia mundial é tão grande que o banco já possui filiais em muitos países como Argentina, Chile ...