Polícia Militar libera Reitoria da USP e apreende 70 manifestantes

A Polícia Militar finalizou, por volta das 7h15 de hoje (8), a reintegração de posse do edifício da Reitoria da USP (Universidade de São…

(Imagem: Foto divulgação)

A Polícia Militar finalizou, por volta das 7h15 de hoje (8), a reintegração de posse do edifício da Reitoria da USP (Universidade de São Paulo), na zona oeste da capital. A atuação, que teve a presença da Tropa de Choque da PM e de membros da Cavalaria, finalizou com 70 estudantes detidos.

Os manifestantes foram levados ao 91°DP, no Jaguaré, em ônibus acompanhados por agentes de polícia. Os policiais seguem no campus para escoltar um pequeno protesto de alunos que ocorre próximo à Reitoria.

Todos os alunos foram inspecionados dentro do edifício e serão fichados na delegacia pela Polícia Civil, podendo responder por destruição de patrimônio público e resistência. A saída foi realizada com um estudante por vez, para evitar confusão. A ação foi iniciada às 5h10.

Dois helicópteros Águia sobrevoaram próximo ao local e 400 policiais da Tropa de Choque fizeram o bloqueio por terra. Um grupo de alunos realizou uma manifestação, com palavras de ordem contra a atuação da PM, próximo ao edifício. Dois alunos tentaram ultrapassar o bloqueio realizado pelos PMs. Um deles foi apreendido.

De acordo com o comando local, foi necessário o efetivo empregado pelo grupo para a probidade física de todos. “Esse efetivo foi deslocado para a universidade justamente para que tudo ocorresse pacificamente”, garantiu a coronel Maria Aparecida de Carvalho.

Eram pelo menos 100 alunos, entre os que deixaram o prédio logo com a invsasão da PM e os que permaneceram retidos no prédio pela corporação.

Top