Perigos do som alto para a saúde

A exposição prolongada a sons altos no dia-a-dia é responsável por provocar algum tipo de problema auditivo em cerca de 120 milhões de pessoas…

Por Editorial MDT em 26/03/2012

A exposição prolongada a sons altos no dia-a-dia é responsável por provocar algum tipo de problema auditivo em cerca de 120 milhões de pessoas ao redor do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde, mesmo os ruídos moderados podem trazer algum tipo de prejuízo, pois quem é exposto a esses ambientes, chega ao fim do dia muito mais cansado e irritado do que pessoas que trabalham em locais silenciosos.

120 milhões de pessoas ao redor do mundo sofrem de problemas auditivos

Problemas causados pelo excesso de barulho

Em situações mais graves, além de problemas auditivos, que são os mais frequentes, o excesso de ruído no ambiente pode causar quadro de:

  • Agressividade;
  • Confusão mental;
  • Insônia;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Dificuldade de ereção;
  • Mau humor;
  • Depressão;
  • Gastrite e úlcera;
  • Prisão de ventre.

Entre muitos outros males à saúde, que abrangem os mais diversos sistemas do organismo.

Agressividade e mau humor são frequentes em pessoas expostas a muito barulho

Problemas auditivos

As células do ouvido, responsáveis por captar e decodificar o som, enviando suas informações ao cérebro através de sinais nervosos, não se regeneram após serem lesadas, por isso é importante ficar atento para evitar a surdez, que é um problema progressivo e irreversível.

O grande problema é que, com a diminuição da acuidade auditiva, as pessoas passam a aumentar mais o volume, lesando um maior número de células, formando um círculo vicioso.

Volume recomendado

Quanto mais alto o som chegar aos ouvidos, maior será sua capacidade de provocar lesões, levando a pessoa mais perto da surdez. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o limite saudável da intensidade de ruídos é abaixo dos 55 decibéis.

A dica, para quem usa fones de ouvido e não sabe qual o volume ideal, é ajustar a altura do som até um limite em que as pessoas que estão ao lado não ouçam, garantindo assim a permanência dos níveis de barulho dentro do estabelecido como sendo seguro.

Outra atitude que muitas pessoas tomam e que é contraindicada, é aumentar o volume das músicas para abafar os barulhos da academia ou do trânsito, e assim acabam provocando uma lesão ainda maior nas sensíveis células do ouvido. Para ocasiões em locais abertos, a dica para garantir um volume ideal é manter o som num nível onde o interlocutor não precise gritar para que seja compreendido.

Os benefícios do silêncio

O silêncio é fundamental para proteger a saúde e promover o “descanso” de todo aparelho auditivo, por isso é importante reservar algumas horas sem barulho algum, especialmente durante o sono. A dica para pessoas que moram perto de rodovias ou em apartamentos próximos a elevadores é fazer uso de isolamento acústico ou dormir com protetores de ouvido.

Quem não repousa em local silencioso, não consegue atingir todos os estágios do sono, resultando numa noite mal dormida e sensação de cansaço e sonolência que persiste durante todo dia, podendo, inclusive, levar a outros problemas mais sérios de saúde.

Os fones de ouvido podem ser um problema para saúde

Começar a se preocupar com essas questões o quanto antes, é a melhor maneira de se prevenir dos males resultantes do som alto, que costuma ser progressivo e dificilmente percebido.

Top