Parar de fumar não engorda, diz estudo

Um estudo recentemente realizado pela Universidade de Tennessee, nos Estados Unidos revelou que o ganho de peso imputado ao abandono do cigarro, se ocorrer,…

Por Editorial MDT em 22/02/2012

Imagem: (Foto Divulgação)

Um estudo recentemente realizado pela Universidade de Tennessee, nos Estados Unidos revelou que o ganho de peso imputado ao abandono do cigarro, se ocorrer, é estimado como pequeno e inclusive está ligado a outros fatores, como índice de massa corporal e idade. O estudo completo foi publicado na revista Health Service Research.

Especialistas da universidade analisaram 349.000 fumantes e ex-fumantes, baseado em um levantamento realizado pela Vigilância de Fatores de Risco Comportamentais de 2004 a 2005 e 2009 a 2010. Essas pessoas foram submetidas a responder um questionário sobre saúde, índice de massa corporal, comportamento e tabagismo.

Os pesquisadores notaram que parar de fumar foi relacionado a um pequeno acréscimo do índice de massa corporal. Homens e mulheres novos aumentaram em 2,3% o índice no intervalo de 30 dias após o abandono do cigarro, e 5,2% entre 90 dias e seis meses depois. Já entre homens e mulheres mais velhos, o ganho de peso foi um pouco maior, porém, cada sexo atingiu o ganho de peso máximo em intervalos distintos. Mulheres mais velhas foram as que mais ganharam peso: 8% do índice, ou algo próximo de seis quilos, dez anos após abandonaram o cigarro.

Segundo os pesquisadores, essas decorrências devem animar os fumantes, sobretudo os jovens, a parar de fumar, já que a pequena alteração no índice de massa corporal é compensada pelos benefícios. Além disso, eles ainda descaram que entre obesos e indivíduos com sobrepeso o ganho de massa corpórea é modesto e idêntico ao da população considerada normal.

Top