Grêmio prepara esquema especial de segurança para o retorno de Ronaldinho ao Olímpico

O sentimento de revolta ainda está vivo entre os torcedores do Grêmio, depois da ida de Ronaldinho Gaúcho para o Flamengo. Tanto que, para…

Por Redacao em 27/10/2011

R10 encontrará um cenário bastante hostil em sua volta ao estádio gremista

O sentimento de revolta ainda está vivo entre os torcedores do Grêmio, depois da ida de Ronaldinho Gaúcho para o Flamengo. Tanto que, para a partida de domingo entre Grêmio e Flamengo, que marca o retorno do craque ao estádio Olímpico, os gremistas produziram faixas com a palavra “pilantra” e prometem cantar uma música especial, com o tema “traição”, para Ronaldinho.

Atenta a todas as manifestações de hostilidade que a torcida tricolor prepara contra o camisa 10 do Flamengo, a diretoria do Grêmio se mexeu. De acordo com o jornal Zero Hora, o Grêmio contratou 200 homens para reforçar a segurança, napartida de domingo. No total, serão 250 homens, sendo 50 do clube gaúcho e 200 de uma empresa especializada. Além disso, a expectativa é a utilização de um efetivo de até 600 representantes da Brigada Militar, 40 motos, 25 cavalos e um helicóptero.

Mais do que prezar pela segurança dos adversários, a diretoria do clube gaúcho, também, pretende evitar problemas que possam acarretar em punições para o Grêmio, como a perda do mando de campo.

Todo o clima de insatisfação da torcida gremista em relação a Ronaldinho, revelado pelo Grêmio, ganhou força no início do ano, quando o clube gaúcho, Flamengo e Palmeiras travaram uma batalha fora dos campos pela contratação do craque, que retornava ao Brasil depois de anos no futebol europeu. No final do imbróglio, o rubro-negro carioca levou a melhor sobre os rivais e contratou Ronaldinho. Irritados, os gremistas passaram a tratar o ídolo como “traidor”.

Torcida do Grêmio produziu faixas com a palavra “pilantra” para atacar Ronaldinho no domingo

Top