Michel Teló: Cantor é notado como fenômeno da internet, segundo revista americana

O cantor Michel Teló  e o sucesso da música “Ai se eu te pego” receberam realce na edição online da revista Forbes. O artigo…

Por Editorial MDT em 30/12/2011

Imagem: (Foto Divulgação)

O cantor Michel Teló  e o sucesso da música “Ai se eu te pego” receberam realce na edição online da revista Forbes. O artigo entitulado  “Você já ouviu falar de Michel Teló, o fenômeno da música country brasileira?” delibera o sertanejo como um hit internacional.

O artigo impõe a popularidade instantânea do cantor à sua tática de publicação na internet. O clipe de “Ai se eu te pego” já foi visualizado por mais de 94 milhões de internautas no Youtube e é a composição mais baixada no iTunes em países como Itália, Portugal, Alemanha, Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Espanha e Polônia. De acordo com  o artigo, a música já recebeu versões em inglês, grego, polônes e hebraico.

Repercussões fora do domínio online, também colaboraram para que o cantor adquirisse popularidade. Primeiro, na comemoração do gol realizado pelo jogador Cristiano Ronaldo do Real Madri contra o Málaga pelo campeonato espanhol. O jogador dançou a coreografia de Ai se eu te pego seguido pelo lateral esquerdo Marcelo.

A  coreografia de Cristiano Ronaldo foi a responsável pelo sucesso da canção na Espanha. De acordo com o jornal El País, o clipe “Ai se eu te pego” foi o mais visualizado no país pelo Youtube neste ano. O tenista Rafael Nadal também dançou a música na conquista do pentacampeonato da Copa Davis.

Outro atleta – este brasileiro – também contagiou o time inteiro com o hit de Teló. O jogador de basquete Nenê ensinou os companheiros do time americano Denver Nuggets a dançar “Ai se eu te pego”. O vídeo que foi publicado nesta terça-feira no Youtube já possui mais de 125 mil visualizações.

A Forbes computa que, nos últimos doze meses, o cantor tenha embolsado cerca de 18 milhões de dólares. E os número podem crescer em 2012. Para o ano que vem, Teló ja possui 12 shows agendados em sete países europeus.

Top