Investidores abrem processo contra Facebook

Investidores abrem processo contra Facebook

Uma equipe de investigadores começou, nesta quarta-feira (23), um processo coletivo contra o Facebook e contra grupos financeiros pela oferta pública inicial da companhia, com…

Por Editorial MDT em 25/05/2012

As ações da rede social perderam cerca de 20% de seu valor nos três primeiros dias de cotação.

Uma equipe de investigadores começou, nesta quarta-feira (23), um processo coletivo contra o Facebook e contra grupos financeiros pela oferta pública inicial da companhia, com a argumentação de que teriam sido prejudicados no processo da entrada na bolsa do grupo.

As ações da rede social, que estrearam na última sexta-feira avaliadas a US$ 38, perderam cerca de 20% de seu valor nos três primeiros dias de determinação. Nesta terça-feira (22), alguns autos de imprensa denunciaram o fato de que os três principais bancos que operaram como agentes emissores haviam baixado suas previsões sobre os documentos do Facebook e teriam informado somente aos grandes acionistas.

Leia mais: Emissões CO2 crescem 3,2% em 2011 e batem recorde

Além do Facebook, outras empresa também foram denunciadas, como o Morgan Stanley, PMorgan Chase e o Goldman Sachs. A ação judicial denuncia os réus por  ocultarem “uma severa e pronunciada” diminuição nas previsões de desenvolvimento do lucro do Facebook, como decorrência do aumento de acessos à rede social por meio de dispositivos móveis.

A argumentação é de que teriam sido prejudicados no processo da entrada na bolsa do grupo.

“Os principais subscritores, no meio do roadshow, reduziram suas estimativas e não disseram a ninguém”, afirmou Samuel Rudman, sócio no Robbins Geller Rudman & Dowd, que apresentou o processo, à Reuters. “Eu não acredito que nenhum investidor no Facebook não gostaria de ter conhecimento dessa informação.”

Leia também: Após entrevista com Xuxa denúncias crescem 30% nesta semana

Andrew Noyes, um dos representantes da rede social, resignou as reclamações.”Acreditamos que o processo não tenha mérito e nos defenderemos vigorosamente.” A ação foi iniciada em uma corte distrital de Manhattan e solicita por compensação por danos e outras medidas.

Além do Facebook, a Nasdaq OMX também foi acionada, no mesmo dia, por um investidor que declara que a operadora de bolsa foi relaxada ao lidar com as economias para as ações do Facebook.

Top