Incentivar os filhos a praticar esportes é Ideal na infância

Incentivar os filhos a praticar esportes é Ideal na infância

Nos dias de hoje, os benefícios da prática de exercício físico são mais do que alardeadas. Não é somente coisa de quem deseja emagrecer…

Por Editorial MDT em 06/09/2011

Nos dias de hoje, os benefícios da prática de exercício físico são mais do que alardeadas. Não é somente coisa de quem deseja emagrecer e ter o corpo sarado, mas sim uma regra de ouro para quem deseja uma vida saudável. E claro, como é de se esperar, esse é um hábito que deve começar desde cedo, logo na infância. Se você é mãe ou pai, isso significa incentivar o seu filho a praticar esportes.

Quais os benefícios?

Os benefícios envolvidos nesse incentivo são diversos. De acordo com dados da revista Saúde, pesquisadores da Universidade Wisconsin, nos Estados Unidos descobriram que a prática esportiva ajuda no aproveitamento de cálcio do organismo, fazendo com que o risco da osteoporose na maturidade possa diminuir de forma significativa assim como diminuem as chances de aparecimento de doenças cardiovasculares.

Já segundo a revista Ana Maria, além dos benefícios físicos, como menor fator de risco a obesidade e os seus problemas, ela também tende a desenvolver uma memória mais afiada por desenvolver a parte do cérebro relacionada a ela e a aprendizagem, sem contar outros ensinamentos valiosos e que dizem respeito ao ato de educar. Confira:

– A criança tende a ser mais colaboradora e menos individualista, especialmente para esportes praticados em grupo.

– Estimula a responsabilidade e a disciplina.

– Canaliza o excesso de energia infantil e também a impulsividade.

– Estimula o respeito mútuo.

Excelente, não é mesmo? Com certeza, mas antes de pensar em colocar o seu filho em uma escolinha qualquer é preciso pensar em um esporte adequado, e isso deve ser pensado de acordo com a idade, com o desenvolvimento físico do seu filho e também ser algo que ele goste, é claro.

Qual o esporte mais adequado para seu filho?


Antes de tudo, é preciso pensar na faixa etária. A modalidade escolhida deve ser adequada ao desenvolvimento e a maturidade da criança. Confira as dicas da revista Máxima:

Até os 2 anos: Com essa idade já dá pra coloca-la em movimento, mas não em um esporte. Deixá-la engatinhar, andar com o apoio ou brincar já é o suficiente. A recomendação da revista é evitar o uso do andador por risco de acidentes.

2 a 3 anos: O movimento aqui fica por conta de brincadeiras ao ar livre e também na escolinha, assim como aulas recreativas como desenho, dança ou natação, mas é importante que isso não sobrecarregue a criança.

– 4 a 7 anos: Já dá pra pensar em até uma hora de exercícios por dia, e atividades como futebol, artes marciais e balé são bem vindo. Quanto as contraindicações, a revista afirma que o tênis prejudica o desenvolvimento de algumas partes do corpo.

– 8 a 12 anos: A recomendação é de uma hora de atividade física por dia ou três vezes por semana. A única recomendação é que a competição não seja incentivada de forma exacerbada, pois caso contrário a prática de ser algo prazeroso pode torna-se um problema. O mesmo vale para a ideia de empurrar seu filho naquele esporte que você gostaria de ter praticado. Evite este tipo de postura.

E então? Pronto para colocar o seu pequeno em movimento?

Top