Implante coclear: como funciona

Para alguns indivíduos que possuem problemas auditivos, o implante coclear pode ser a solução. Apesar de ser uma aplicação muito comum no meio médico,…

Por Editorial MDT em 13/09/2012

Para alguns indivíduos que possuem problemas auditivos, o implante coclear pode ser a solução. Apesar de ser uma aplicação muito comum no meio médico, algumas pessoas ainda possuem dúvidas a respeito desse aparelho. Por isso, separamos abaixo algumas informações sobre como funciona o implante coclear.

Saiba o que fazer quando entra água no ouvido

O implante pode ser realizado em adultos ou em crianças. (Foto: divulgação).

Conhecendo mais sobre o implante coclear

O implante coclear é um dispositivo eletrônico que auxilia no estímulo das fibras nervosas funcionantes, de modo a permitir a transmissão do sinal elétrico para o nervo auditivo até chegar ao cérebro e ser codificado. De maneira geral, esse dispositivo estimula fibras de diversas regiões da cóclea, possibilitando que o usuário perceba os sons.

Componentes do implante coclear

O implante coclear consiste em dois tipos de componentes, o interno e o externo. Para que você conheça um pouco a respeito de cada um deles, separamos algumas informações a respeito:

  • Componente interno – essa parte é colocada no ouvido interno através de uma cirurgia. Sua parte interna é composta por um ímã, um receptor estimulador e um cabo com eletrodos com um tubo de silicone flexível.
  • Componente externo– essa parte do dispositivo é constituída por um microfone, um processador de fala, uma antena de transmissão e dois cabos.

    A avalaição do candidato ao implante é feita por uma equipe multiprofissional (Foto: divulgação).

Como funciona o implante coclear?

Após a implantação dos dois componentes do aparelho coclear, a sensação auditiva ocorre em segundos. O processo tem início com o microfone que capta o sinal e o transmite através de um cabo, para o processador de fala. Esse processador codifica e reenvia os dados até a antena, onde são analisados os impulsos elétricos. Estes são liberados para os eletrodos intracocleares específicos que transmitem os sinais elétricos conforme intensidade e frequência. Ao fim, toda a informação deve chegar até o cérebro, sendo o usuário capaz de experimentar a sensação de audição.

Conheça os candidatos a implantação coclear

A avaliação dos pacientes que são candidatos ao implante coclear deve ser avaliada por uma equipe multiprofissional, incluindo médicos, fonoaudiólogos e psicólogos. Os candidatos para o implante deverão responder aos seguintes requisitos:

  • Adultos
    • Idade acima de 18 anos com problemas auditivos neurossensorial;
    • Indivíduos que não se beneficiaram com o aparelho de amplificação sonora;
    • Tempo de surdez inferior a metade da idade do candidato;
    • Apresentação psicológica positiva para a utilização do implante
  • Crianças
    • Idade até 17 anos com presença de deficiência auditiva neurossensorial bilateral;
    • Prefere-se a colocação do implante até os seis anos de idade;
    • Serem filhos de famílias adequadas e motivadas para o uso do implante coclear.

      O implante coclear melhora a qualidade de vida dos indivíduos com problemas auditivos (Foto: divulgação).

O implante coclear é essencial para indivíduos que possuem problemas auditivos. Esse dispositivo funciona através de estímulos elétricos que atingem as fibras nervosas, chegando até o cérebro. No entanto, é necessário uma avaliação adequada dos candidatos antes de colocar o implante.

Top