Home office: como otimizar, dicas

Segundo levantamento divulgado pela empresa de recrutamento executivo, HAYS, 31,2% das companhias brasileiras adotam o sistema de trabalho home office. A prática de trabalhar…

Por Élida Santos em 15/03/2012

Criar um horário de trabalho e reservar um espaço da casa é fundamental para o home office (Foto: Divulgação)

Segundo levantamento divulgado pela empresa de recrutamento executivo, HAYS, 31,2% das companhias brasileiras adotam o sistema de trabalho home office. A prática de trabalhar em casa vem aumentando, pois as organizações acreditam que assim oferecem mais qualidade de vida para seus colaboradores. De acordo com a pesquisa divulgada em janeiro deste ano, 72,7% dos entrevistados optam por realizar suas funções em sua residência por acreditarem que é melhor para a sua saúde. Já outros 60,3% das pessoas que opinaram no estudo da HAYS acreditam que o home office é saída para as limitações físicas das companhias e 19,8% gostam da ideia para o alcance de metas de sustentabilidade.

Para que o trabalho no conforto de seu lar realmente seja a melhor opção é preciso analisar friamente se você é proativo o suficiente para realizar suas funções com tamanha liberdade, já que seu gestor imediato no máximo lhe cobrará por telefone. Além disso, a organização, um local específico para o desenvolvimento das funções e equipamento de qualidade são fundamentais. Para otimizar seu desempenho no trabalho em casa separamos algumas dicas.

 

Seja organizado para trabalhar home office (Foto: Divulgação)

1 – Rotina

O maior problema de se trabalhar em casa é a falta de rotina. A falta de marcação de ponto dá a falsa sensação de que se pode trabalhar a qualquer hora do dia. Mesmo estando em sua casa você tem tarefas para executar. A companhia conta com a sua produtividade para continuar funcionando em pleno vapor. Por isso, para que seu desempenho não despenque ou tenha oscilações, crie uma rotina.

Como se tivesse que chegar na companhia que trabalha em determinada hora para não ficar com a carga horária negativa no final do mês. Mantenha hábitos como trocar de roupa antes de começar as atividades. Mas, isso não quer dizer que é preciso colocar um terno para começar a trabalhar, porém não passe o dia todo de pijama. Não é porque você está em casa que deve ficar desarrumado. Tenha uma postura mais livre, no entanto continue sendo profissional em todos os aspectos, inclusive no modo de se vestir.

2 – Organização

A rotina faz parte da organização, mas essa característica vai além de um horário fixo de trabalho. Ter um espaço próprio para a execução das atividades, como um escritório, ajuda nessa tarefa complicada. Quando se está em casa é fácil perder o foco, o que te faz render menos. Avise a sua família que durante um determinado horário do dia você não poderá ser incomodando, pois as pessoas tendem a achar que você não trabalha só porque está em um espaço residencial, e lhe ligam, pedem favores relacionados a manutenção do lar, como se você não estivesse exercendo uma atividade remunerada. A organização do profissional que atua home office é fundamental, se não houver esse item é praticamente impossível ter sucesso nesse meio de trabalho.

Tenha vária opções de comunicação com a empresa, para evitar problemas (Foto: Divulgação)

3 – Comunicação

Por mais que você não esteja no mesmo ambiente que os demais colegas as regras da empresa devem ser seguidas. Um erro comum cometido pelo colaborador que atua em sua residência é deixar o seu posto de trabalho sem comunicar seus gestores. Por saber que ninguém está ao seu lado para fiscalizar se realmente você está online, a pessoa acaba esquecendo que está em horário de serviço e sai sem dar explicações. Sem saber o gestor imediato fica repassando mensagens eletrônicas e tem uma demora na resposta, o que atribui uma imagem negativa para o funcionário home office.

Se precisar se ausentar avise seus colegas. Uma pessoa que trabalha em casa não pode ficar incomunicável, por isso fique online por meio de celulares com acesso à internet, deixe a disposição telefones de contato e sempre cheque os seus e-mails. A comunicação é uma ferramenta de trabalho para qualquer profissional de qualidade.

Se depois você não conseguir seguir nenhuma dessas dicas e o seu desempenho diminuir é melhor ter uma conversa franco com o seu supervisor. Não são todas as pessoas que conseguem trabalhar no sistema home office. Par não se prejudicar profissionalmente seja sincero se enquadrar nessa situação e procure uma atividade nos moldes comuns, batendo ponto diariamente.

Top