Hábitos comuns que afetam o Coração

Muitos hábitos comuns são alguns dos principais causadores de doenças cardíacas. Independentemente da idade ou do histórico familiar, esses fatores de risco podem estar…

É importante cuidar da saúde do coração.

Muitos hábitos comuns são alguns dos principais causadores de doenças cardíacas. Independentemente da idade ou do histórico familiar, esses fatores de risco podem estar presentes sem que ao menos as pessoas percebam. Ao conhecer as atitudes capazes de prejudicar nosso coração, podemos evitá-las e, assim, impedir problemas de saúde nesse órgão vital.

Confira os hábitos que podem acarretar problemas ao coração

  • Dormir pouco

O hábito de dormir poucas horas por noite causa um desequilíbrio em todo o organismo, levando, inclusive ao aumento à pressão arterial. Sem uma rotina de sono, a pessoa tende a se alimentar mais e ficar mais irritada, além de apresentar enfraquecimento do sistema imunológico. Dessa forma, se torna muito mais fácil adoecer.

A relação da saúde do coração com a falta de noites bem dormidas é devido ao aumento de substâncias que lesam os vasos cardíacos e a própria musculatura do órgão. Dormindo pouco nos estressamos mais facilmente, comemos errado (aumentando o colesterol) e a imunidade cai, produzindo diversas substâncias inflamatórias que lesam os vasos arteriais cardíacos, aumentando a pressão arterial e podendo causar infarto do miocárdio.

  • Sedentarismo

A prática de atividades físicas regulares tem um importante papel na prevenção de doenças cardiovasculares. Os exercícios moderados, feitos de maneira regular, são os mais benéficos para o coração. Movimentar-se com frequência leva a uma diminuição na quantidade de substâncias nocivas aos vasos cardíacos, diminuindo riscos de problemas no órgão.

A atividade física ajuda a evitar doenças cardíacas.

  • Contar calorias constantemente

Preocupar-se com todas as calorias que se ingere diariamente pode causar aumento do nível de estresse, o que põe pressão extra sobre o coração. Alguns alimentos de baixa caloria não são necessariamente saudáveis para o órgão. A obsessão por cortar calorias pode induzir a uma alimentação deficiente em nutrientes. O ideal é manter uma dieta balanceada, que possua vegetais, carboidratos, pouco carne e nenhuma gordura ou fritura.

  • Multivitamínicos
Leia Também:  Alimentos que Rejuvenescem

As cápsulas de vitaminas ingeridas sem orientação médica podem afetar à saúde cardiovascular. É preciso ter certeza sobre seu conteúdo antes de administrá-las. Com o consumo do produto, as pessoas também tendem a não fazer uma alimentação balanceada.

  • Tabagismo

Os fumantes apresentam duas vezes o risco de desenvolver doenças do coração, se comparados aos não tabagistas. É importante saber que mesmo aqueles chamados “fumantes passivos”, que não fumam mas ficam perto de quem possui o habito, se encaixam no grupo de risco de desenvolver infarto do miocárdio.

  • Alimentos gordurosos

O consumo de alimentos gordurosos aumenta a incidência das doenças do coração. Isso ocorre devido a elevação do nível de colesterol do tipo LDL no sangue. Se juntarmos o aumento do colesterol, devido ao hábito de ingerir alimentos gordurosos, com o tabagismo e o sedentarismo, o risco de desenvolver um grave problema no coração sobre enormemente.

  • Excesso de consumo de álcool

O excesso de de ingestão de álcool, o que bloqueia o sono e que interfere na saúde do coração, além de atrapalhar do ritmo natural do corpo.

O excesso de bebidas alcoólicas deve ser evitado.

É importante ficarmos atentos aos hábitos que podem prejudicar o coração. Além da redução de alimentos gordurosos, deve-se realizar uma alimentação rica em frutas, legumes, verduras e fibras. É essencial reduzir o consumo de sal e reduzir a ingestão de álcool, praticar sempre exercícios e consultar seu médico regularmente.

Top