terça-feira, 31 de janeiro de 2023 - 31/01/2023 00:49:27
MundodasTribos

Mais uma vez o assunto é a gripe H1 N1, pois o Ministério da Saúde divulgou, que o vírus Influenza A (H1N1), causador da doença que ficou conhecida como gripe suína, circula livremente no Brasil. Isso indica que é possível se contaminar sem sair do país ou ter tido contato com pessoas que viajaram.

Gripe H1N1 pode matar (Foto: Divulgação MdeMulher)

Gripe H1N1 pode matar (Foto: Divulgação MdeMulher)

 

O que este artigo aborda:

O que difere a H1N1 da gripe comum

A maior diferença entre as duas doenças é que o vírus H1N1 tem afetado pessoas mais jovens. Internações de idosos com pneumonia no inverno por causa de gripe são comuns, mas o que está acontecendo agora é um número maior de pacientes mais jovens hospitalizados em decorrência do H1N1. Já a população com mais idade parece ter uma espécie de resistência natural ao novo vírus, talvez, por ter tido contato anterior com cepas parecidas. É importante compreender proporção da gripe no país e saber quais as orientações do Ministério da Saúde para as pessoas que apresentam sintomas de gripe H1N1. Observe abaixo as instruções mais eficazes sobre o problema.

A vacina contra a gripe H1N1 é reforçada todos os anos (Foto: Divulgação MdeMulher)

A vacina contra a gripe H1N1 é reforçada todos os anos (Foto: Divulgação MdeMulher)

Primeiro caso de Gripe H1N1 no Brasil

Desde  abril de 2007, data do primeiro alerta dado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre o surgimento da nova doença. O Ministério da Saúde só havia registrado casos no país de pessoas que tinham contraído a doença no exterior ou pego de quem esteve fora. No dia 16 de julho de 2007, o Ministério da Saúde recebeu a notificação do primeiro caso de transmissão da Influenza A (H1N1) no Brasil sem esse tipo de vínculo. Trata-se de paciente do Estado de São Paulo, que morreu no último dia 30 de junho do mesmo ano. Esse caso nos deu a primeira evidência de que o novo vírus está em circulação em território nacional.

Todas as estratégias que o MS deveria adotar numa situação como esta foram tomadas. O Brasil se antecipou. A atualização constante de nossas ações contra a nova gripe permitiu que, neste momento, toda a rede de saúde esteja integrada para manter e reforçar as medidas de atenção à população.

Para não contrair a gripe H1N1 é preciso observar alguns cuidados (Foto: Divulgação MdeMulher)

Para não contrair a gripe H1N1 é preciso observar alguns cuidados (Foto: Divulgação MdeMulher)

Sintomas da H1N1

Se você tiver sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure um médico ou um serviço de saúde, como já se faz com a gripe comum. E a melhor forma de tratar da gripe H1N1 é ao apresentar sintomas de gripe deve procurar seu médico de confiança ou o serviço de saúde mais próximo, para receber o tratamento adequado. Nos casos de agravamento ou de pessoas que façam parte do grupo de risco, os pacientes serão encaminhados a um dos 68 hospitais de referência.

A melhor forma de saber como prevenir o H1N1 é com alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar.

A vacina contra a gripe H1N1 deve ser feita em bebes com mais de 6 meses de idade (Foto: Divulgação MdeMulher)

A vacina contra a gripe H1N1 deve ser feita em bebes com mais de 6 meses de idade (Foto: Divulgação MdeMulher)

Vacinação da gripe H1N1

A gripe H1N1 é muito perigosa, todos os anos o vírus se modifica e torna-se mais potente o que faz com que a vacinação seja a forma mais eficaz de controle  e combate da doença. A vacina pode ser feita em crianças acima de 6 meses de idade, sendo que a vacina quadrivalente deve ser tomada por crianças que tiverem mais de três anos. O governo faz campanhas de vacinação todos os anos contra a gripe H1N1 , esse ano a gripe veio mais cedo por conta do frio que chegou, ainda no outono, surpreendendo a todos.

A vacina da gripe H1N1 tem contraindicações (Foto: Divulgação MdeMulher)

A vacina da gripe H1N1 tem contraindicações (Foto: Divulgação MdeMulher)

Quem não pode ser vacinado contra a H1N1

A vacina contra a gripe H1N1 deve ser feita em pessoas de risco, como idosos, crianças, mulheres gestantes, pessoas com doenças crônicas e aquelas que tem a imunidade baixa. No entanto tem pessoas que não podem fazer a vacina estando com sintomas como: doença febril aguda, pessoas que tem alergia intensa ao ovo e pessoas que tem alergia aos componentes do conhecido Mertiolate e da neomicina. Essas pessoas não podem ser vacinadas.

Ao espirrar ou tossir é importante tapar a boca para evitar contaminações (Foto: Divulgação MdeMulher)

Ao espirrar ou tossir é importante tapar a boca para evitar contaminações (Foto: Divulgação MdeMulher)

Como o vírus H1N1 é transmitido?

O vírus H1N1 é transmitido através do contato com secreções, como a lágrima e a saliva, e pelas vias aéreas. Para evitar o contágio é preciso lavar muito bem as mãos, antes de consumir qualquer alimento, evitar colocar a mão no rosto, sem antes lavar, se estiver na rua. É importante usar álcool gel para limpar as mãos e objetos de uso pessoal. Outra dica importante que pode ajudar a não contrair o vírus da gripe H1N1 é evitar aglomerações, ou seja, lugares onde tiver muitas pessoas.

Você deve usar sempre lenço descartável para assoar o nariz, espirrar, para fazer a higiene do nariz.

Lavar as mãos é a principal atitude para evitar contrair e passar o vírus da gripe para outras pessoas.

Você também deverá evitar contato com pessoas que estejam gripadas e apresentarem os sintomas da gripe H1N1.

Com os cuidados acima com certeza, você não correrá o risco de contrair a gripe H1N1.

 

 

Este artigo foi útil?

Agradeçemos o seu feedback.

Redacao

Redação Mundo das Tribos.

1

Pode ser do seu interesse

Saiba como a bipolaridade pode lesar o cérebro

Saiba como a bipolaridade pode lesar o cérebro

Osteartrite – Articulações Fragilizadas

Osteartrite – Articulações Fragilizadas

Olho de Peixe: O que é, Quais os Tratamentos ?

Olho de Peixe: O que é, Quais os Tratamentos ?

Refrigerante reúne maior quantidade de gordura ao redor dos órgãos

Refrigerante reúne maior quantidade de gordura ao redor dos órgãos

Dicas para Evitar Câimbras

Dicas para Evitar Câimbras

Quais os alimentos que podem substituir o tomate

Quais os alimentos que podem substituir o tomate