Gravidez após os 30: cuidados

Até os 30 anos a gestante tem grandes chances de ter uma gravidez sadia e sem intercorrências. Para ter uma ideia, a incidência de…

Por Editorial MDT em 09/02/2012

A gravidez é um momento de cuidados.

Até os 30 anos a gestante tem grandes chances de ter uma gravidez sadia e sem intercorrências. Para ter uma ideia, a incidência de más formações do feto é relativamente pequena (0,5%), assim como o risco de desenvolver doença gestacional. Nesse período as preocupações existem, porém são pouco significantes se comparadas com as das futuras mamães que possuem idade superior a 30 anos.

Após os 30 anos

Uma vantagem em engravidar após os 30 anos é a maturidade que as mães dessa faixa possuem. Esse fator normalmente faz com que a mulher não se exponha tanto a ameaças evitáveis, como fumo e álcool, e a torna mais flexível para aceitar mudanças, inclusive alimentares. Além da gestante acabar se informando mais a respeito da gravidez, ela possui, muitas vezes, estabilidade financeira suficiente para se permitir certos mimos e preparar um futuro para seu bebê.

Já em relação aos fatores negativos, é por volta dos 30 anos que o organismo começa a perder eficiência em relação a diversos aspectos, inclusive o de gerar uma criança. Nessa hora fica mais difícil, para algumas, realizar dieta e a gestante se torna mais propícia a alterações de tireoide, assim como problemas de hipertensão e diabetes gestacionais. Além disso, a fase profissional que a mulher se encontra pode trazer complicações extras, especialmente de ordem emocional. Estas interferências afetam na qualidade de vida da mãe, podendo, por vezes, afetar o bebê.

Como investigar possíveis alterações morfológicas?

O médico deverá avaliar a gestante de forma completa, inclusive investigar a paciente quanto as possíveis má formações gestacionais. A partir disso, alguns exames que merecem grande atenção são:

  • Intolerância à glicose;
  • Ultra-som morfológico – realiza a avaliação completa do embrião;
  • Translucência nucal – verifica acúmulo de líquido na nuca do feto.

Vários cuidados devem ser tomados durante essa fase da vida.

Fatores para má formação congênita

Algumas alterações podem colaborar com o aparecimento de certas alterações morfológicas no bebê durante a gestação:

  • Alterações da tireoide;
  • Miomas;
  • Inchaço nas pernas;

Como evitar?

Através de algumas atitudes, a gestante com idade superior a 30 anos pode evitar o aparecimento de possíveis alterações. Conheça como mudar seu hábito para obter uma gestação mais saudável.

  • Realize atividade física – a hidroginástica é uma ótima opção;
  • Mantenha uma alimentação saudável – evite consumo de guloseimas, fast-foods e opte por saladas, grelhados, verduras e legumes;
  • Evite uso de tinturas no cabelo que contenha amônia ou derivados.

Muitas mulheres decidem ter filhos depois dos 30 anos.

A gravidez é uma fase da vida da mulher que necessita atenção, pois existem duas vidas para zelar. É necessário que haja um cuidado ainda maior em relação às gestantes com idade superior a 30 anos. Nesse período o corpo está em constante transformação, incluindo as alterações metabólicas, que podem trazer graves consequências à saúde da mãe e de seu filho. A principal forma de evitar futuros transtornos, além das mudanças dos hábitos de vida, é manter um acompanhamento médico adequado, desde o início. Assim, a realização do pré natal é indispensável!

Top