quinta-feira, 29 de setembro de 2022 - 29/09/2022 00:53:00
MundodasTribos

Devo usar se eu vir ou se eu ver?

A língua portuguesa é muito bonita, mas carrega uma série de pegadinhas, assim como acontece em outros idiomas. Se você costuma confundir o uso dos verbos “vir” e “ver”, fazendo aquela tradicional pergunta, “é se eu vir ou se eu ver?”, não tenha vergonha de assumir, e saiba que não está sozinho. Muita gente não sabe qual deles usar e em quais situações cada um deve ser empregado. Vamos passar algumas dicas bem básicas a respeito destes verbos, para que você tenha pelo menos uma noção sobre o uso deles.

O que este artigo aborda:

Como identificar a forma correta

Em primeiro lugar, é preciso saber que a confusão é causada devido a alguns modos em que a conjugação de ambos é bastante parecida, como no pretérito imperfeito do subjuntivo e no futuro do subjuntivo. No primeiro caso, a semelhança ocorre devido ao verbo estar acompanhado da conjunção “se”, indicando hipótese, e pela terminação “sse”, como nos exemplos a seguir: se ela viesse (vir) e se ela visse (ver).

No futuro do subjuntivo, normalmente acompanhado das conjunções “se” e “quando”, que servem para indicar uma possibilidade, e das terminações “ar”, “er” e “ir”, acontece algo parecido, como nas frases “quando eu vier” (vir) e “quando eu a vir” (ver). É aí que nasce a dúvida: “quando eu a vir” ou “quando eu a ver”? Neste caso, a primeira está correta, pois o verbo “ver”, no futuro do subjuntivo, acompanhado de “se” ou de “quando”, assume a forma “vir”, assim como acontece com os seus derivados, entre os quais precaver, antever e rever. A exceção fica por conta do verbo prover.

Gramáticas são ótimas fontes de consulta

Outras situações

As dúvidas também são comuns em outras duas situações. Uma delas acontece quando o verbo ver está no futuro do subjuntivo, ficando com a forma vir, conforme explicamos acima, e o verbo vir está no infinitivo, mantendo a forma “vir” mesmo. Para saber qual deles está sendo usado, você deve analisar o contexto da frase em que os termos aparecem, como nos exemplos a seguir: “Fale com ele para vir até mim, por favor” e “Se você o vir passando aqui hoje,”. Na primeira, o sentido correto é o vir e na segunda ele representa o ver.

A outra situação ocorre no modo indicativo, envolvendo o verbo “ver” na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito e o “vir” na primeira pessoa do plural do presente, igual às frases “Nós vimos você na rua ontem” e “Nós vimos de uma cidade distante”. O contexto também será decisivo para descobrir o sentido, que é de “ver” na frase inicial e de “vir” na frase final.

É importante que tenha ficado o claro o uso de cada forma, pois a aplicação correta destes verbos pode ser decisiva para uma nota final de concurso, por exemplo, para você conseguir aquele emprego que tanto sonhava.

Conhecer as regras gramaticais é importante na hora de prestar concursos

O conteúdo "Gramática: Ver ou Vir?" foi feito por Andre e distribuído por MundodasTribos na categoria Notícias em . Conteúdo atualizado em .

1

Pode ser do seu interesse

Ranking de Melhores escolas de Diadema no Enem

Ranking de Melhores escolas de Diadema no Enem

Cursos gratuitos Uberlândia Senac 2012

Cursos gratuitos Uberlândia Senac 2012

Curso de Inglês Gratuito do Governo de SP – Inscrições

Curso de Inglês Gratuito do Governo de SP – Inscrições

Cursos gratuitos para deficientes Resende 2012

Cursos gratuitos para deficientes Resende 2012

Livre Embratel: Telefone Fixo

Livre Embratel: Telefone Fixo

Documentos necessários para se casar

Documentos necessários para se casar